ICE prende brasileiro indocumentado em New York

Agentes do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) prenderam no último dia 25 o brasileiro Cherlle Francisco das Neves, de 36 anos. Segundo a agência federal, ele já havia sido condenado pela Justiça e era procurado pela polícia. 

De acordo com as informações divulgadas pelo ICE, a prisão foi realizada durante uma operação em Port Chester (NY). Das Neves, que entrou ilegalmente nos EUA em tempo e local indeterminados, teria uma condenação em 2014 por conduta desordeira. 

Segundo o comunicado, em 13 de dezembro de 2019, o Departamento de Polícia de Port Chester prendeu e acusou o brasileiro de agressão em terceiro grau com a intenção de causar ferimentos físicos graves. Ele também foi acusado de atitudes prejudiciais a uma criança com menos de 17 anos de idade, além de “atos criminais com a intenção de danificar propriedades”. 

No dia 17 de dezembro do mesmo ano, os oficiais do ERO apresentaram um pedido de custódia ao Departamento de Correções do Condado de Westchester (WCDC). No entanto, a solicitação não foi respondida e o brasileiro foi liberado, sem que o ICE fosse notificado.

A agência de imigração criticou a libertação que foi feita sob a Lei de Proteção ao Imigrante do Condado de Westchester, aprovada em 2018 e que proíbe os departamentos policiais de auxiliar agências federais, como o ICE, na condução de investigações sobre imigrantes indocumentados.

“Esta lei permitiu a libertação de um criminoso violento. Tenho certeza de que os cidadãos de bens do Condado de Westchester estão preocupados com os motivos pelo qual o governo local aprovou uma lei que protege um criminoso com acusações pendentes e o coloca de volta à comunidade”, disse Thomas R. Decker, diretor do escritório do ICE em NY.

“O que os políticos locais devem entender é que não cumprir os pedidos de custódia pode criar desafios adicionais para ao ICE para prender e remover criminosos como Das Neves”, continuou.

Fonte: AcheiUSA

Comentários Facebook

Marcações: