Seychelles mira em famílias brasileiras para diversificar


Emerson Souza

Elsie Sinon e David Germain, do Turismo de Seychelles, entre Aline Paschoal e Gisele Abrahão, da GVA

Elsie Sinon e David Germain, do Turismo de Seychelles, entre Aline Paschoal e Gisele Abrahão, da GVA

“Precisamos parar de etiquetar Seychelles.” A frase é da diretora da GVA, Gisele Abrahão, mas pode ser um ótimo meio de resumir o novo posicionamento do arquipélago paradisíaco africano no mercado nacional: deixar de ser visto como um destino apenas de lua de mel e se voltar para famílias e grupos de amigos, principalmente aqueles que buscam de experiências na natureza, mas sem perder o luxo e a exclusividade.

Por mais que os casais mantenham-se na liderança entre os visitantes brasileiros, o público diversificou. De acordo com o diretor do Turismo de Seychells para as Américas, David Germain, o número de grupos de famílias de quatro e cinco pessoas cresceu em 2018, principalmente nas férias escolares.

“E é neles que queremos mirar”, garante Germain. “Já nos consolidamos com os casais, e acredito que se quisermos crescer mais, os grupos de amigos e famílias com crianças pequenas são nosso principal alvo a partir de agora.”

LEIA MAIS
Maia Seychelles usa exclusividade e cresce no Brasil

Divulgação Seychelles

Exclusividade em praias paradisíacas consolidou Seychelles como destino de lua de mel; arquipélago, porém, mira em novos públicos

Exclusividade em praias paradisíacas consolidou Seychelles como destino de lua de mel; arquipélago, porém, mira em novos públicos

Segundo Gisele Abrahão, que representa o destino no Brasil e reuniu 70 agentes e operadoras em capacitação sobre o destino nesta manhã, em São Paulo, muitas empresas ainda categorizam o destino como o ideal apenas para os recém-casados, perdendo a chance de aproveitar o extenso leque de oportunidades que Seychelles oferece para outros públicos. “Ou mesmo para casais, mas em outras datas, como aniversário de casamento, dia dos namorados, bodas…”

Com a nova mentalidade desde o ano passado, o arquipélago, que engloba 115 ilhas africanas, conseguiu manter a alta de 120% do número de brasileiros alcançados em 2017 ao ficar na casa dos 1,8 mil turistas brasileiros em 2018.

Para 2019, porém, Germain destaca que um crescimento “de 5% a 10%” seria satisfatório, já que o luxo do destino faz com que poucos turistas representem grandes receitas. “Em 2018 recebemos os mesmos 350 mil turistas de 2007, mas tivemos um aumento de 15% de receita com o Turismo”, exemplificou o representante do Turismo do destino.

EXCLUSIVIDADE, EXPERIÊNCIAS E SEGURANÇA PARA FAMÍLIAS

Divulgação Seychelles

Seychelles chama a atenção pela preservação e contato com a natureza resultante disso

Seychelles chama a atenção pela preservação e contato com a natureza resultante disso

Ajuda nesse sentido a preservação pela qual as ilhas Seychelles se destaca. Apenas 20 das 115 ilhas são povoadas, sendo três grandes, com ampla variedade de hotéis – Mahe, Praslin e La Digue -, e boa parte das demais exclusivas de algum grande resort. Exemplos não faltam, como o North Island Resort, onde o príncipe William e a atriz Kate Middleton passaram a lua de mel, e a Felicité Island, exclusiva do Six Senses Zil Pasyon.

“A exclusividade, somada à natureza e preservação, torna o ambiente perfeito para casais curtirem seus filhos não só pela segurança, mas também pelo contato mais íntimo com a natureza. Eu mesma, quando estive numa delas [ilhas exclusivas], estava no quarto do meu hotel e quando olhei pela janela vi meus dois filhos alimentando uma tartaruga gigante que vagava pela praia. Imagina que espetáculo isso é para as crianças!”, relembra Gisele Abrahão, que destaca a possibilidade de os clientes mais ‘exclusivos’ reservarem uma ilha inteira para sua família.

Divulgação Seychelles

Mergulhos com cilindro e snorkel estão entre as opções de experiências de Seychelles

Mergulhos com cilindro e snorkel estão entre as opções de experiências de Seychelles

A ampla variedade de experiências completa os atrativos para famílias. Segundo David Germain, tudo que você pensar, “Seychelles tem”: trilhas, stand up paddle, piscinas com bar em frente à praia, golfe, snorkel, passeios de barco… E, como cereja do bolo, o fato de todas as praias serem quase desertas, paraísos exclusivos para uma família.

PARA OS AGENTES

Para alcançar mais agentes e operadoras, Seychelles e a GVA atualizaram a plataforma GVA E-Learning, que reúne conteúdo do destino e dicas para vender para diferentes públicos, indo além de romance e família e entrando ainda no Mice e LGBT; ele pode ser acessado neste link.
Fonte: PANROTAS

Comentários Facebook