Johnnie Walker inaugura espaço dedicado ao whisky em Edimburgo

Inaugurado no dia 6 de setembro, o Johnnie Walker Princes Street conta a história do whisky escocês mais vendido do mundo em um prédio de oito andares no centro de Edimburgo. A atração segue os moldes das fábricas de cerveja da Guiness em Dublin e da Heineken em Amsterdã, que mostram o processo de produção da bebida e promovem degustações.

Porém, o novo espaço tem os seus diferenciais. Famosa pelas labels de diferentes cores, a marca que completou 200 anos em 2020 investiu cerca de £ 150 milhões (o equivalente a aproximadamente R$ 208 milhões) para proporcionar uma experiência personalizada.

Depois de aprender como o whisky é preparado e envelhecido em barris durante um tour de 90 minutos guiado por um especialista, o visitante segue para uma sala onde terá a chance de criar três versões da bebida a partir de 800 combinações possíveis de ingredientes (custa £ 25; reserve aqui).

Johnnie Walker Princes Street
A “jornada do sabor” na Johnnie Walker Princes Street, que permite criar seu próprio whisky, custa 25 libras por pessoa££££. Crédito: Johnnie Walker Princes Street/Divulgação

Caso prefira não arriscar, o espaço também organiza degustações das fórmulas da marca que já são um sucesso. Nesse caso, é preciso desembolsar um pouco mais para saborear whiskys de no mínimo 12 anos, incluindo um malte exclusivo da Johnnie Walker Princes Street e o prestigiadíssimo Black Label (£ 35; reserve aqui). Para os connoisseurs, há ainda uma terceira experiência que acontece dentro da adega e permite experimentar as bebidas tiradas direto do barril (£ 95; reserve aqui).

Seguindo a mesma proposta de personalização, a loja que será aberta até o final do ano no andar térreo possibilitará que os visitantes escolham não só qual dos 150 tipos de whiskey desejam levar para casa como também o modelo da garrafa em que a bebida será transportada. Além disso, será possível gravar o vidro com as suas iniciais ou mandar imprimir um rótulo com o seu nome.

Johnnie Walker Princes Street
Na loja, os clientes poderão encher as garrafas e personalizá-las. Crédito:  Johnnie Walker Princes Street/Divulgação

Por fim, o Johnnie Walker Princes Street promete se tornar um point badalado para jantar ou tomar uma bebida na capital escocesa. Instalado no topo do prédio, o bar 820 possui uma extensa carta de drinks variados e um menu com pratos típicos da gastronomia escocesa, mas o seu grande diferencial é o terraço com vista para o Castelo de Edimburgo. Também no último andar, mas sem vista para o centro histórico, o vizinho Explorers’ Bothy se concentrará em servir uma seleção dos melhores whiskys do país.

Continua após a publicidade

A atração temática tem tudo a ver com a história e o apelo turístico da Escócia: só em 2019, cerca de duas milhões de pessoas visitaram a nação atraídas pela cultura do whiskey. A criação do espaço da marca Johnnie Walker foi o maior investimento já feito no turismo do whisky escocês.

Leia tudo sobre Edimburgo

Busque hospedagem em Edimburgo

  • Resolva sua viagem aqui

    Continua após a publicidade

    Fonte: Viagem e Turismo

    Comentários Facebook