Indígena brasileiro produz e protagoniza filme nos Estados Unidos

O produtor e ator brasileiro Diogo Pinto da Silva, que vive em Los Angeles, anunciou o lançamento do filme “Deconstructing Val” para o dia 28 de março. Por conta da pandemia do novo coronavírus, o evento será realizado de forma online na plataforma Filmocracy.

O curta-metragem conta a história de Val Brazil (Diogo Pinto da Silva), uma performer brasileira que sonha com a fama em Hollywood, mas que vê sua vida virar de cabeça para baixo depois de sofrer um estupro coletivo planejado pelo homem que prometeu casamento e o estrelato para ela. “O maior desafio foi conciliar produção e atuação. Deixar de lado o uniforme de produtor para se concentrar na personagem não foi tarefa fácil, quase perdi a diretora no primeiro dia de gravação”, relembra Diogo.

O sonho de trilhar um caminho na sétima arte fez Diogo ter a certeza de que precisava conquistar espaço em outros mercados, em outras cidades. Mas deixar o Mato Grosso do Sul não foi surpresa para sua família, que desde cedo, como em profecia, parecia saber do destino dele. É que Diogo é índio Terena, e foi aos 8 anos de idade, durante uma benzedura na Aldeia Cachoeirinha, em Miranda (MS), que o próprio tio Afonso, um conhecido benzedor que era responsável por esses rituais na época, disse que aquele menino “ganharia o mundo”.

Nos EUA, Diogo também atuou no filme “Magic Hour”, em fase de pós-produção, e é responsável pela produção do projeto “Mutantes Supercar”, gravado em Los Angeles, Las Vegas e Miami, que está em andamento. Prestes a lançar “Deconstructing Val”, ele comemora a conquista. “Minha carreira aqui fora tem muito a honrar minha mãe, uma índia, empregada doméstica, que lutou para criar seis filhos. Ela sempre acreditou e apostou em mim, e acho que essa história tem semelhança com a de milhões de brasileiros. Minha mãe não está mais aqui, mas faço questão de registrar que esse passo na minha carreira também é uma vitória de Luzia Pinto da Silva. Esse filme representa muitas vitórias diante de tantas adversidades. Que venham os próximos projetos”, comemora Diogo.

O público brasileiro poderá participar do evento de forma gratuita na Filmocracy. Além do lançamento do curta, haverá bate papo com elenco e equipe, e discussões sobre cinema. Para isso é necessário fazer um cadastro prévio de um endereço de e-mail que pode ser enviado para [email protected], com o assunto “Premiere Deconstructing Val”. As vagas são limitadas. Na sequência o filme será inscrito em festivais. Mais informações nos perfis no Instagram: @deconstructingval e @diogudo.

The post Indígena brasileiro produz e protagoniza filme nos Estados Unidos first appeared on AcheiUSA. Fonte: AcheiUSA

Comentários Facebook