Lula afirma que Bolsonaro deve ser julgado em tribunal internacional: ‘Genocida’

DA REDAÇÃO – O  ex-presidente Luis Inácio Lula da Silva (PT) concedeu uma entrevista ao jornal francês Libération e afirmou que o Tribunal Penal Internacional deve julgar as ações do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante a pandemia do novo coronavírus. “Muitas mortes poderiam ter sido evitadas”, afirmou o petista.

Lula chamou Bolsonaro de “genocida” e disse que, com Jair, o Brasil “se converteu em um pária internacional”. “Historicamente, a diplomacia brasileira sempre foi muito respeitada. Inclusive durante a ditadura militar onde as relações do Brasil com o mundo eram modernas e civilizadas. Bolsonaro jogou tudo isso fora. Só tinha olhos para (Donald) Trump e criticou a China, Rússia, Argentina, Bolivia e Chile”.

O petista ainda ratificou que o “povo brasileiro se encarregará de acabar com esta era de incertezas para restaurar a plenitude democrática”. “O Brasil precisa, mais do que nunca, de um partido como o PT e de alguém que tenha sensibilidade social e conheça a alma do povo”.

Sobre uma eventual candidatura ao pleito de 2022, Lula disse que está com “uma energia de um homem de 30 anos de idade” e que pensa em se lançar prá-candidato já que “um líder político não aparece todos os dias”.

O ex-presidente ressaltou, ainda, que sua volta terá como foco “colocar os pobres no orçamento e os ricos no imposto de renda”. “Isso já nos permitiu ampliar o mercado consumidor e atrair investimentos estrangeiros”, finalizou Lula.

Fonte: AcheiUSA

Comentários Facebook