Viaje de carro pela Highway 1, entre San Francisco e Los Angeles

Como aproveitar a viagem pela Pacific Coast Highway (a Highway 1), a lindíssima rodovia litorânea da Califórnia – mesmo com parte dela interditada

access_time 26 jun 2017, 16h36 – Publicado em 28 mar 2017, 14h14

Cortando a Califórnia de norte a sul, a Pacific Coast Highway (Highway 1) dá o melhor de si entre San Francisco e Los Angeles, passando pelo Big Sur.

Mas o último inverno foi cruel com esse pedaço dos Estados Unidos e, entre outros problemas, as chuvas e ventos fortes causaram deslizamentos de terra e danos à infraestrutura da HWY1.

Não é incomum que essa rodovia, que passa rende ao mar serpenteando por montanhas áridas e íngremes, sofra com esse tipo de problema. Mas, este ano, o estrago foi mais drástico. Quem levou a pior foi a Pfeiffer Canyon Bridge, que acabou sendo demolida na semana passada.

Por esse e outros reparos, a estrada está interditada entre o Pfeiffer Big Sur State Park até Ragged Point – e a previsão é que só reabra em setembro. Infelizmente, o trecho fechado inclui alguns dos destaques da estrada, como o Julia Pfeiffer Park Burns State Park (veja abaixo).

Mas, se você já está de viagem marcada, uma boa notícia: você vai conseguir aproveitar mesmo assim. Ainda dá para curtir a 17 Mile Drive entre Monterey e Carmel, por exemplo. Depois, você pode avançar pela Highway 1 até o trecho interditado.

Nesse pedacinho do Big Sur, você conseguirá clicar a Bixby Creek Bridge (veja abaixo), uma das mais famosas e fotogênicas, visitar o Garrapata State Park (que tem praias lindas!) e parar em alguns dos melhores mirantes da região.

Depois, é só dar meia volta até Carmel e pegar a 101 (estrada que segue pelo interior) para tocar em direção a Los Angeles. Na altura de Cambria, depois do trecho interditado, volte para a Highway 1 e não deixe de visitar a colônia de elefantes marinhos Sea Elephant Rookery. Desse ponto em diante, é só seguir viagem normalmente. 

Veja como é a viagem de carro por essa estrada no litoral oeste dos Estados Unidos:

17 MILE DRIVE

Está aberta! Essa estradinha panorâmica liga Monterey a Carmel, passando por praias desertas, uma colônia de leões-marinhos e paisagens como a do Cipreste Solitário (foto)

Está aberta! Essa estradinha panorâmica liga Monterey a Carmel, passando por praias desertas, uma colônia de leões-marinhos e paisagens como a do Cipreste Solitário (foto) (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

CARMEL

Além de ter a melhor praia da região, de areia branquíssima, o vilarejo é o mais charmoso da rota, repleto de hotéis elegantes, restaurantes, cafés e lojinhas grifadas

Além de ter a melhor praia da região, de areia branquíssima, o vilarejo é o mais charmoso da rota, repleto de hotéis elegantes, restaurantes, cafés e lojinhas grifadas (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

BIXBY CREEK BRIDGE

Pontes como esta, de 1932, tornam a paisagem ainda mais fotogênica. Estacione e desça pela trilha (habitada por esquilos) para encontrar o melhor ângulo. Este é um dos cenários que você ainda pode aproveitar no Big Sur, mesmo com a estrada interditada.

Pontes como esta, de 1932, tornam a paisagem ainda mais fotogênica. Estacione e desça pela trilha (habitada por esquilos) para encontrar o melhor ângulo. Este é um dos cenários que você ainda pode aproveitar no Big Sur, mesmo com a estrada interditada. (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

 (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

BIG SUR

Montanhas que avançam sobre o azul do Pacífico, encostas vertiginosas, praias desertas e parques nacionais se enfileiram na parte mais espetacular do litoral da Califórnia: este mirante (Hurricane Point), ainda está aberto!

Montanhas que avançam sobre o azul do Pacífico, encostas vertiginosas, praias desertas e parques nacionais se enfileiram na parte mais espetacular do litoral da Califórnia: este mirante (Hurricane Point), ainda está aberto! (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

JULIA PFEIFFER BURNS STATE PARK (INACESSÍVEL NESTE MOMENTO)

A passarela de madeira contorna uma encosta do parque estadual ao longo de 1 quilômetro, e revela praias, cachoeiras e outras vistas

A passarela de madeira contorna uma encosta do parque estadual ao longo de 1 quilômetro, e revela praias, cachoeiras e outras vistas (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

MCWAY FALLS

Principal atração do Julia Pfeiffer Park, a cachoeira de 24 metros de altura despeja água doce sobre a praia, que, infelizmente, é fechada ao público

Principal atração do Julia Pfeiffer Park, a cachoeira de 24 metros de altura despeja água doce sobre a praia, que, infelizmente, é fechada ao público (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

SEA ELEPHANT ROOKERY

Incrível na hora do pôr do sol, esta praia abriga uma numerosa colônia de elefantes-marinhos, que podem ser observados de um mirante. Outra atração da rota que você ainda consegue acessar.

Incrível na hora do pôr do sol, esta praia abriga uma numerosa colônia de elefantes-marinhos, que podem ser observados de um mirante. Outra atração da rota que você ainda consegue acessar. (Adriana Setti/Viagem e Turismo)

Salve este roteiro no Google Maps:

  • Distância: 710 km
  • Tempo: dois dias
  • Estrada: evite transitar pelo Big Sur nas primeiras horas da manhã, quando a neblina costuma aparecer

Matéria publicada na edição 258 da revista Viagem e Turismo (abril/2017)

Fonte: Viagem e Turismo

Comentários Facebook