Broward, Palm Beach e Miami-Dade ficarão mais tempo com áreas fechadas

Os condados de Broward, Palm Beach e Miami-Dade têm um número alto de casos de coronavírus – mais de 14.000 dos 25.269 casos da Flórida neste sábado, 18, segundo o Departamento de Saúde. Por isso, voltar à normalidade pode levar mais tempo no sul da Flórida do que em outras partes do estado, disse o governador Ron DeSantis na sexta-feira, 17.

“O sul da Flórida teve um impacto mais forte do que o resto do estado em grande parte por causa das viagens”, disse ele, lembrando que o aeroporto de Fort Lauderdale era o mais movimentado do estado para voos de Nova York, considerado um dos pontos quentes do vírus.

Fort Lauderdale e Pompano terão locais de testes de COVID-19 para pedestres

Mas a transmissão do coronavírus no estado tem sido desproporcional com algumas áreas mais atingidas do que outras – resultado da maior ou menor circulação de pessoas, é claro.

Em algumas áreas menos povoadas, a propagação da doença tem sido pequena. A oeste de Palm Beach, no Condado de Hendry, com sua população de pouco mais de 42.000 habitantes, houve apenas 28 casos até a sexta-feira. No Condado de Lake, norte e oeste de Orlando, foram notificados 187 casos (a população é de cerca de 367.000).

“Isso está afetando todo o estado”, disse DeSantis. “Mas não é algo que esteja afetando todo o estado de maneira uniforme.”

Região central

Miami-Dade inicia testes de COVID-19 em casa para idosos e pessoas com deficiência

O governador não abordou a possível expansão de restrições em Orange County, com seus parques temáticos na área de Orlando atraindo turistas de todo o mundo, ou Hillsborough, que também abriga parques temáticos, um aeroporto internacional e um movimentado porto marítimo na área de Tampa.

Ambos condados podem atrair e expor residentes e não residentes a grandes multidões, mas até agora cada um deles sofreu um número moderado de casos em comparação ao sul da Flórida: 1.135 em Orange e 917 em Hillsborough, até a sexta-feira.

Reabertura do comércio

O governador não sinalizou sobre uma data para começar a diminuir as restrições impostas no início deste mês, aconselhando os moradores da Flórida a continuarem em casa. Ele aplaudiu o plano do presidente Trump de reabrir o país em fases. “É uma linha de base muito boa”, disse ele.

De Santis prometeu trabalhar com prefeitos dos condados e outras autoridades locais para ajudar a decidir quais restrições poderiam ser levantadas, onde e quando. Com informações do Sun Sentinel.

O post Broward, Palm Beach e Miami-Dade ficarão mais tempo com áreas fechadas apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook