Casos de crianças com Covid disparam na Flórida; alertam hospitais infantis 

O número de crianças internadas com Covid aumenta consideravelmente em hospitais da Flórida

 

Médicos e especialistas em saúde pública atribuem o aumento nas admissões em hospitais pediátricos à variante delta mais contagiosa do vírus que causa a Covid-19; produz uma carga viral cerca de 1.000 vezes maior do que a cepa original do coronavírus 

 

Da Redação 

Mais crianças da Flórida foram hospitalizadas com Covid19 do que em qualquer outro estado, refletindo um rápido aumento de doenças graves entre uma faixa etária considerada de menor risco de resultados graves da doença e muitos ainda não elegíveis para a vacina. Um total de 46 pacientes pediátricos foram internados em um hospital da Flórida com infecção confirmada, enquanto outros 22 foram hospitalizados com um caso suspeito, de acordo com dados de capacidade hospitalar do governo federal.  

Apenas o Texas relatou um maior número total de pacientes pediátricos em hospitais com Covid-19 confirmado – 142 crianças -, em comparação com 135 na Flórida. 

 Em 29 de junho, a média de sete dias de novos casos para crianças menores de 12 anos na Flórida era de 205. Em 29 de julho, esse número havia aumentado mais de sete vezes para 1.544 – um pouco maior do que o aumento entre 60 a 64 anos de idade, que são elegíveis para a vacina desde 15 de março.  

Médicos e especialistas em saúde pública atribuem o aumento nas admissões em hospitais pediátricos à variante delta mais contagiosa do vírus que causa a Covid-19, que produz uma carga viral cerca de 1.000 vezes maior do que a cepa original do coronavírus – e à baixa taxa de vacinação entre os menores de 20 anos.  

Nos hospitais infantis do sul da Flórida nas últimas semanas, os médicos do pronto-socorro viram mais crianças sintomáticas do que durante os surtos na primavera e no verão de 2020, disse o Dr. Ronald Ford, diretor médico do “Hospital Infantil Joe DiMaggio” do “Memorial Healthcare System” em Hollywood. 

“Em nossa iteração anterior da pandemia, eles eram mais positivos, mas não estavam doentes ou minimamente doentes”, disse Ford sobre o impacto da mudança da pandemia nas crianças. “Isto é diferente. Há uma porcentagem muito maior de pacientes pediátricos infectados e sintomáticos. ” 

O número de pacientes atendidos nas salas de emergência do “Memorial Health” e “Joe DiMaggio Children’s” com Covid também explodiu, disse Ford, de 23 em junho para 240 em julho, um aumento de quase 1.000%. 

No “Nicklaus Children’s Hospital”, em Miami, os prontos-socorros também estão ocupados com um aumento no número de pacientes pediátricos nas últimas três a quatro semanas, disse o Dr. Marcos Mestre, diretor médico do hospital.

“Há definitivamente um aumento significativo”, disse Mestre, observando que, embora o “Nicklaus Children’s” tenha admitido um total de 16 pacientes pediátricos com Covid-19 em junho, o número disparou para mais de 60 em julho. 

Dr. Marcos Mestre disse ainda que o número de internações pediátricas para Covid-19 disparou em julho. Cerca de metade das 15 crianças hospitalizadas tinha mais de 12 anos e nenhuma havia recebido a vacina, disse ele.   

Fonte: Nossa Gente

Comentários Facebook