Prefeito de NY, Bill de Blasio, anuncia disputa à vaga para corrida presidencial

O prefeito de New York, o Democrata Bill de Blasio, anunciou na quarta-feira (15) com um vídeo no YouTube que vai concorrer à candidatura para as eleições presidenciais nos Estados Unidos em 2020.

De Blasio propõe no vídeo “frear (Donald) Trump” e critica as políticas de imigração e meio ambiente impulsionadas pelo atual governo e se refere às conquistas progressistas de sua própria gestão local em New York, como o aumento do salário mínimo.

O prefeito é conhecido por defender a causa imigrante e bater de frente com as políticas duras relacionadas a esse assunto por parte do governo federal. De Blasio também ficou conhecido pelos brasileiros ao se manifestar contra a presença do presidente Jair Bolsonaro para receber o prêmio de ‘Personalidade do Ano’ em New York. Bolsonaro acabou desistindo de ir a NY e foi receber a premiação em Dallas, no Texas.

De Blasio é prefeito da maior cidade do país há seis anos se une a 20 pré-candidatos do Partido Democrata à Casa Branca, entre eles o ex-vice-presidente Joe Biden, os senadores Bernie Sanders, Kamala Harris e Elizabeth Warren, o ex-congressista Beto O’Rourke e o prefeito de South Bend (Indiana), Pete Buttigieg.

“Há muito dinheiro neste mundo, há muito dinheiro neste país, só que está nas mãos erradas”, disse De Blasio no começo de seu anúncio formal, para em seguida relacionar a “agenda para priorizar os trabalhadores, por quem lutou na cidade e no estado”.

Referindo-se a “garçons, lavadores de pratos, comerciários e pequenos empresários, que são a coluna vertebral de Nova York”, De Blasio defendeu o aumento do salário mínimo para $ 15 a hora, a licença médica remunerada, a extensão da cobertura médica à saúde mental e a educação infantil gratuita.

“Como presidente, enfrentarei os ricos e as grandes corporações, não descansarei até que este governo sirva ao povo trabalhador. Como prefeito da maior cidade dos EUA fiz isto. Donald Trump deve ser freado, o venci antes e o farei de novo”, concluiu De Blasio. (Com informações da Agência EFE)

Fonte: AcheiUSA

Comentários Facebook