VÍDEO: MPF quer “transformar Lula no PowerPoint deles”, diz ex-presidente

No depoimento prestado nesta quarta-feira (13) ao juiz federal Sergio Moro, em Curitiba (PR), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva mencionou as suspeitas que recaem sobre o ex-procurador da República Marcello Miller para criticar o Ministério Público Federal. A Moro, Lula afirmou que espera que a força-tarefa da Operação Lava-Jato tenha “a grandeza de um dia pedir desculpa” pelas “inverdades” atribuídas a ele.

VÍDEOS: assista à íntegra do depoimento de Lula a Moro Lula sobre Palocci: “Objetivo é tentar achar alguém para me criminalizar” Lula pergunta a Moro: “Vim prestar depoimento a um juiz imparcial?”  

Confira a transcrição do trecho:

— O Ministério Público é muito engraçado. Graças a Deus, como Deus escreve certo por linhas tortas, as coisas estão virando verdadeiras. Nós estamos vendo o que está acontecendo com Janot ( Rodrigo Janot, procurador-geral da República ), estamos vendo o que está acontecendo com o Miller ( Marcello Miller, ex-procurador ). E a força-tarefa da Lava-Jato aqui em Brasília está tratando de forma a destruir o Ministério Público contando inverdades — inicia o ex-presidente.

— Eles inventaram que o triplex ( no Guarujá ) era meu, porque ( o jornal ) O Globo disse, e não é. E o senhor sabe disso. Eles agora inventaram que o apartamento é meu, e não é, e eles sabem disso. Como inventaram a história de que o sítio é meu, e não é. Ou seja: três denúncias do MP por ilação, porque eles têm a ideia de tentar transformar o Lula no PowerPoint deles. Eu poderia ficar zangado, nervoso, mas eu quero enfrentar o MP, sobretudo a força-tarefa, para provar minha inocência. Só espero que eles tenham a grandeza de um dia pedir desculpa. Não sei se o senhor Miller vai pedir desculpa pela palhaçada que foi feita em Brasília, com o Joesley ( Batista ), e que agora está sendo desmontada. 

notícias sobre a Operação Lava-Jato