O Partido dos Trabalhadores (PT) realiza nesta terça-feira, 14, um jantar de arrecadação de fundos para marcar o fim das comemorações dos 43 anos do partido. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa do evento, cujo valor arrecadado com a venda de convites de até R$ 20 mil será investido no “fortalecimento” da sigla.

“É um jantar por adesão, dentro da nossa política de arrecadar fundos para que o partido seja autossustentável financeiramente”, diz a tesoureira do PT, Gleide Andrade, em uma das peças de divulgação do jantar publicadas pela legenda.

Foram disponibilizados 300 convites em cinco faixas de preço: R$ 500, R$ 1 mil, R$ 5 mil, R$ 10 mil e R$ 20 mil. O jantar, a ser realizado no Espaço Porto Real – Beira Lago, uma casa de shows em Brasília, ainda deve contar com a presença de ministros, governadores, prefeitos e parlamentares petistas.

O PT completou 43 anos na última sexta-feira, 10. Nesta segunda-feira, 13, o partido realizou uma reunião do Diretório Nacional, em Brasília, concluída com discurso de Lula. Durante o evento, o presidente mandou recados ao antecessor, Jair Bolsonaro – chamado de “genocida” -, defendeu um processo de “limpeza” na máquina pública e enalteceu lideranças do partido atingidas por escândalos de corrupção, como o ex-ministro José Dirceu, condenado e preso no mensalão e na Lava Jato.