Presidente do TRE suspende cassação do mandato da prefeita de Ivoti

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RS), desembargador Carlos Cini Marchionatti, suspendeu a cassação do mandato da prefeita de Ivoti, Maria de Lourdes. Ela é acusada de abuso de poder econômico e político e foi condenada por envolvimento em esquema de fraude que, segundo o Ministério Público, envolvia o favorecimento de pessoas em atendimentos médicos no Sistema Único de Saúde (SUS) em troca de votos.

O caso foi revelado pela RBS TV em outubro do ano passado. À época, o coordenador da Central de Regulação do SUS em Ivoti, Eduardo Soares de Lima, confirmou que, de 35 casos, 20 casos eram de fraude.

: Reportagem mostra fraude na fila do SUS em troca de votos Esquema que furava fila do SUS pode abranger várias cidades do RS Tribunal Regional Eleitoral do RS cassa mandato de prefeita de Ivoti 

O desembargador Marchionatti também suspendeu a realização de novas eleições até o julgamento de recurso pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Dessa forma, admito o presente recurso, com fundamento no art. 276, I, ¿a”, do Código Eleitoral, e defiro o efeito suspensivo da decisão deste E. Tribunal, para o fim de que não sejam realizadas novas eleições, mantendo-se os candidatos no cargo até decisão do e. TSE”, decide o presidente do TRE”.

Tags: