Justiça decreta prisão preventiva de suspeito de matar motorista do Uber

A Justiça decretou neste fim de semana a prisão preventiva de Leonardo Goulart Menezes, 18 anos, investigado por envolvimento na morte do motorista do Uber Rafael Gardini Gomes , 34 anos. No primeiro dia deste mês, ele foi morto por três assaltantes no bairro Passo d’Areia, zona norte de Porto Alegre. 

Foto: Anderson Fetter / Agencia RBS

Segundo o delegado Alexandre Vieira, titular da 9ª Delegacia de Polícia, ele é apontado por ser o autor de dois disparos contra a vítima durante roubo do veículo, celular e dinheiro. Os dois adolescentes que estavam com o suspeito foram apreendidos na semana passada. Menezes, que estava na condição de liberdade, já havia sido preso em flagrante neste ano, de acordo com a Polícia Civil. Ele tem antecedentes criminais por roubos e homicídio. Vieira diz que aguarda pela apresentação do investigado, que inclusive, aparece em imagens de câmeras de segurança analisadas pelos agentes policiais. 

 

Polícia descobre venda de drogas para clientes VIPs da Região Metropolitana de Porto Alegre

Brigada prende quatro envolvidos em assalto loja de esportes na Nilo Peçanha

Presos liberados pela Justiça em Alvorada respondem por crimes como tentativa de homicídio