Polícia desfaz gangue de brasileiros em Massachusetts

14 brasileiros membros e associados da gangue intitulada Primeiro Comando de Massachusetts (PCM) foram acusados ​​pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos, distrito Massachusetts, na última quinta-feira, 25, em um tribunal federal em Boston, em conexão com crimes violentos como tráfico de armas, de drogas, assaltos e sequestros, segundo informou a Procuradoria Geral do Distrito de Massachusetts

Muitos dos réus no caso estão em situação ilegal nos Estados Unidos e violaram o Estado de Direito com a “realização de atos de violência e lucro com a venda de narcóticos e armas”, cita a Procuradoria.

Segundo documentos judiciais, em setembro de 2018, as autoridades federais, estaduais e municipais começaram a investigar membros e associados da PCM, que apareceu pela primeira vez em Massachusetts há aproximadamente dois anos. Alega-se que os membros estão ativamente envolvidos em crimes violentos incluindo a venda ilegal de armas, tráfico de drogas, roubos, sequestros e assaltos armados em numerosos comunidades em Massachusetts, incluindo Boston, Malden, Everett, Somerville, Framingham, e Peabody entre outros.

Durante a investigação, policiais apreenderam 31 armas de fogo, incluindo 27 pistolas, duas espingardas de cano serrado, uma espingarda, rifle e cem cartuchos de munição.

Entre os crimes cometidos pelo grupo estão um assalto à mão armada em um mercado em Boston em 18 de outubro de 2018 cometido por Gonçalves; um assalto a mão armada a um entregador de pizza em Everett, cometido por DaSilva; assalto a mão armada de um posto de gasolina em Weymouth cometido por Igor Costa. Além disso, em 7 de fevereiro de 2019, DaSilva e Henrique estavam envolvidos no sequestro de uma jovem em Peabody.

O agente especial da Imigração e Alfândega (ICE) e do Homeland Security Investigations (HSI) Boston, Peter C. Fitzhugh, disse que com o grupo foram apreendidos 27 revólveres, duas espingardas de cano curto, uma espingarda, um rifle e muita munição.

“Juntamente com nossos parceiros estaduais, locais e federais, os agentes especiais da Homeland Security Investigations continuam comprometidos em usar todas as ferramentas disponíveis para garantir que nossas comunidades estejam seguras e que a justiça seja atendida. O fato é que nossa comunidade é um lugar mais seguro com as prisões que foram realizadas hoje. Estamos comprometidos em ver esta investigação até um processo criminal bem-sucedido”, enfatizou C. Fitzhugh.

Segundo o documento, os brasileiros acusados são:​​

– Marcio Costa, de 28 anos, mais conhecido como Marcinho, morador de Malden (MA);
– João Pedro Marques Guimarães Gama, mais conhecido como “Baianinho”, de 21 anos, também morador de Malden;
– Breno Henrique da Silva, de 20 anos, que vive ilegalmente em Somerville;
– Alvaro dos Santos Melo, de 22 anos, também vive ilegalmente em Everett;
– Edson da Silva, de 19 anos, morador de Whitman;
– Igor Costa, de 20 anos, morador de Framingham;
– Vinícius Gonçalves de Assis morador de Revere;
– Rodrigo Tavares, de 19 anos, vive ilegalmente em Stoughton;
– Rony de Freitas morador de Lowell;
– Fernando de Oliveira, 24 anos, vive ilegalmente em Brighton.

Além dos 14 acusados ​​criminalmente, quatro são indocumentados e foram presos administrativamente pela ICE e foram colocados em processo para deportação.

O post Polícia desfaz gangue de brasileiros em Massachusetts apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook