Nikolas Cruz, atirador de Parkland, pede para ser excluído das audiências

Nikolas Cruz durante audiência desta sexta-feira, 5. Imagem: vídeo Local 10.

Os advogados de Nikolas Cruz, 20 anos, réu confesso do tiroteio na escola Parkland do ano passado, tentaram dispensar sua participação nas próximas audiências de pré-julgamento, mas diante a recusa ao pedido da juíza para que ele respondesse a algumas perguntas, a solicitação foi descartada.

Na quinta-feira, 4, Nikolas Cruz assinou uma renúncia para não comparecer à audiência desta sexta-feira, 5, e das próximas, e pediu para que seus advogados falassem em seu nome. No entanto, a juíza do Condado de Broward, Elizabeth Scherer, disse nesta sexta-feira que queria questionar Cruz na audiência e que se ele “conscientemente, voluntária e inteligentemente” renunciasse ao comparecimento, ela permitiria.

“Eu entendo que vocês não concordam com a minha decisão, mas é uma decisão minha”, disse Scherer aos advogados de defesa. “Então o próximo passo é fazer com que ele se levante, eu vou colocá-lo sob juramento, fazer a ele cinco ou dez perguntas, fazer minhas descobertas e então sua aparição será dispensada, mas até lá, ele precisará estar presente “.

Defesa de Nikolas Cruz busca evidências sobre acusação do tiroteio em Parkland

Nikolas Cruz é formalmente acusado pelo assassinato de 17 pessoas

Enquanto conferia com seus advogados, Cruz acenou com a cabeça em vários momentos de afirmação e chegou a se levantar, aparecendo pronto para falar, mas a assistente de defensoria pública, Melisa McNeil, o impediu. Outro advogado de defesa disse a Scherer que Cruz não falaria.

Diante disso, a juíza Scherer disse que ela desconsideraria o pedido e Cruz terá que comparecer nas próximas audiências.

Justificativa

Os advogados de Cruz argumentam que sua presença atrai a cobertura televisiva e que isso prejudica emocionalmente os sobreviventes do massacre. A defesa pede ainda que os promotores aceitem a proposta de Cruz ser condenado a uma sentença de prisão perpétua sem liberdade condicional. A promotoria recusou o acordo e busca uma sentença de pena de morte.

O julgamento está programado para o início do próximo ano.

Promotoria pede pena de morte para Nikolas Cruz

O massacre de 14 de fevereiro de 2018 na Marjory Stoneman Douglas High School deixou 17 mortos e é considerado um dos maiores ataques à escola nos Estados Unidos. Com informações do Local 10.

Veja como foi a audiência desta sexta-feira, 5.

O post Nikolas Cruz, atirador de Parkland, pede para ser excluído das audiências apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook