Miami, Orlando e Tampa têm o maior índice de casas desocupadas nos Estados Unidos

Miami tem 428.255 casas desocupadas na cidade, com uma taxa de desocupação de 17%.

casas desocupadas

Um novo relatório coloca Miami em primeiro lugar nos Estados Unidos em número de casas desocupadas. A quantidade de casas desocupadas pode diminuir os valores de propriedades e reduzir o apelo de bairros inteiros devido em partes à quantidade de casas descuidadas.

Independentemente do estado em que se encontram as casas desocupadas, saber o número de casas vazias em uma área ajuda a entender a saúde do mercado imobiliário de um local.
Uma alta taxa de desocupação também pode indicar maior disponibilidade de casas mais acessíveis – ou sinalizar que muitas residências são usadas como casa de férias (como é o caso em grande parte da Flórida).

Pesquisadores do LendingTree classificaram as 50 maiores cidades do país e suas taxas de desocupação, descobrindo que as três principais cidades estão no estado da Flórida.
altas taxas

“As altas taxas de desocupação e os altos preços das residências geralmente sugerem que uma área tem algumas características únicas, como ser um ponto de férias ou ser o foco de investidores, o que poderia significar que o imóvel está superfaturado”, disse Tendayi Kapfidze, economista-chefe da LendingTree.
“As altas também podem significar que uma área está passando por dificuldades socioeconômicas, como altas taxas de desemprego ou crime”, acrescentou.

Miami
Miami, em primeiro lugar na lista, tem 428.255 casas desocupadas na cidade, com uma taxa de desocupação de 17%.

Orlando seguiu com 158.569 propriedades desocupadas com uma taxa de desocupação de quase 16%. Da mesma forma, Tampa teve uma taxa de desocupação de 15,3%.
Las Vegas ficou em quarto lugar, com uma taxa de desocupação de 14,6%, seguida por Birmingham, Alabama (13,9%), Jacksonville, Flórida (13,4%) e Nova Orleans (13,3%).
Riverside, Califórnia, ficou em oitavo lugar (13,2%), seguido por Phoenix (13,1%) e Memphis, Tennessee (12,4%).

“Conhecer o número de casas vagas em uma área é uma parte importante da compreensão da saúde geral do mercado imobiliário local”, disse Kapfidze.

“Por exemplo, se as taxas de desocupação e os preços das casas forem relativamente baixos, isso pode significar que os vendedores estão saindo de suas casas por menos dinheiro do que poderiam receber”, acrescentou. “Se as taxas de desocupação forem baixas e os preços das moradias forem altos, isso pode significar que o mercado é excessivamente competitivo e que pessoas de baixa renda podem ter problemas para encontrar uma casa na região”.

Demanda
Taxas de desocupação menores permitirão que os vendedores se livrem rapidamente de suas casas por preços mais altos, enquanto mercados com altas taxas de desocupação fornecerão aos compradores de imóveis mais opções – no entanto, a perspectiva de ter dificuldade em vender essa casa no futuro.

Por outro lado, San Jose, na Califórnia, teve a menor taxa de desocupação (4,3%) do país, com apenas 28.846 domicílios vagos, das 676.737 casas naquela cidade.
Minneapolis foi a segunda mais baixa, com quase 5% de taxa de vacância, seguida por Denver (5,35%) e Salt Lake City, Utah (5,55%).

Portland, Oregon ficou em quinto lugar com a taxa de vacância mais baixa (5,59%), seguido por San Francisco (5,6%), Los Angeles (5,85%), Seattle (6,2%) e Washington D.C. (6,3%). Com informações do Daily Mail.

O post Miami, Orlando e Tampa têm o maior índice de casas desocupadas nos Estados Unidos apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook