Sistema é contra Le Pen porque ela cortará privilégios, diz assessor

06/05/201702h16Ex-executivo da L’Oréal e da Danone, Jean-Lin Lacapelle desembarcou na Frente Nacional de com a missão de modernizar o partido, que tem a imagem chamuscada por de dirigentes no passado, hoje rejeitadas.
Integrante da cúpula da campanha presidencial de Le Pen, Lacapelle deixa claro que o restante da agenda da FN segue imutável: combater a globalização e a imigração.Joel Saget – 1.mar.2016/AFPO vice-presidente da Frente Nacional, Jean Lin-Lacapelle, chegou com a missão de modernizar partidoCom a candidata cerca de 20 pontos atrás de Emmanuel Macron nas pesquisas de intenção de voto, ele reclama da “hostilidade do sistema”, formado por imprensa, bancos e grandes empresas.
Nesta sexta, a candidata disse que “mesmo que se não atinja o objetivo, uma gigantesca força política nasceu”. Lacapelle vai na mesma linha. Afirma que, no mínimo, a FN se impõe como principal oposição da França.
*
Folha – Macron é mais forte nas grandes cidades. Le Pen, no interior. Se ela ganhar, como unir os franceses?
Jean-Lin Lacapelle – Se Marine Le Pen ganhar, terá tido 50% mais um voto. Ela diz em seu programa que será a presidente de todos os franceses.

Fonte: Folha de S.Paulo