O que significa a suspensão do processo de independência da Catalunha, e que efeito isso pode ter

Direito de imagemAFP.

Declaração de independência da Catalunha foi considerada ambígua por muitos e decisão de suspender o processo separatista gera mais dúvidas que certezas na Espanha Depois de meses de tensão e um referendo feito à revelia do governo central da Espanha, o processo de independência da Catalunha foi suspenso pelo governo regional em nome do “diálogo”.

Carles Puigdemont, o presidente do governo catalão que liderou a iniciativa para separar esta próspera região da Espanha, anunciou no Parlamento regional que “assume” o mandato que lhe fora conferido para buscar a independência da Catalunha, mas, logo em seguida, pediu aos deputados que suspendessem os efeitos da declaração de independência.
Puigdemont disse que seu ato era um gesto de “responsabilidade e generosidade” e que estendia “a mão ao diálogo”.

A Catalunha independente seria um país viável?A ambiguidade de sua declaração, entretanto, levantou várias dúvidas. Ao dizer que assumia a decisão do povo catalão, o líder separatista estava mesmo proclamando a independência? Ou, ao pedir a suspensão do processo, estava apontando parta um caminho diferente?
Direito de imagemEPA.

A decisão de suspender o processo de independência surpreendeu simpatizantes da separação Em resposta, o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, fez um requerimento formal para que a Generalitat (como é conhecido o governo catalão) confirmasse se declarou ou não a independência da região.

Fonte: BBC