O que a Venezuela ganha e o que perde ao deixar a OEA

Direito de imagemReuters.

A Venezuela decidiu se retirar da OEA logo após a organização convocar uma reunião extraordinária para debater a crise no país. A decisão da Venezuela de deixar a Organização dos Estados Americanos (OEA) coloca tanto o país quanto a organização regional mais antiga do mundo em uma situação inédita.

Em seus 65 anos de história, nenhum país se retirou voluntariamente da OEA, ainda que Cuba tenha sido excluída da organização interamericana em 1962 e Honduras suspensa temporariamente em julho de 2009.6 aparelhos obsoletos que são vendidos a preços exorbitantes na internet’Descobri aos 16 anos que nasci sem útero e vagina’Arqueólogos fazem ‘descoberta inédita’ de cemitério filisteu em Israel”Não sabemos bem o que vai acontecer e qual será o custo final para a Venezuela”, diz Pía Riggirozzi, professora de políticas globais da Universidade de Southampton (Inglaterra) e autora de vários estudos sobre integração regional e governabilidade.

Para aumentar o clima de incerteza, a saída definitiva da Venezuela da OEA ainda não está assegurada, já que o procedimento para essas situações leva dois anos e o país terá de realizar eleições presidenciais até outubro do próximo ano.

Fonte: BBC