Equipe de Macron tem e-mail invadido dois dias antes de eleição na França

05/05/201720h25Contas de e-mail da campanha de foram invadidas e nove gigabytes de informação foram divulgados nesta sexta-feira (5), dois dias antes das eleições presidenciais em que ele é o candidato favorito.
Os dados foram publicados por um usuário chamado EMLEAKS. Não se sabe quem está por trás da ação, que pode favorecer a ultranacionalista Marine Le Pen, rival de Macron no pleito.
A equipe Macron já acusou a Rússia, em outras ocasiões, de ter tentado roubar informações. A Rússia nega, mas teria um interesse evidente: o candidato quer fortalecer as sanções econômicas contra Moscou, enquanto Le Pen quer estreitar laços.
A campanha do Em Frente!, movimento político do candidato, confirmou a invasão de suas contas, afirmando que houve “difusão nas redes sociais de diversas informações internas”. Os e-mails divulgados incluem mensagens e fotografias.
O governo francês não comentou o ocorrido. Por lei, é proibido fazer comentários oficiais que afetem o resultado de eleições na França, em vigor a partir da meia-noite local (às 19h em Brasília).
As sondagens de opinião divulgadas nos últimos dias apontam para a vitória de Macron em uma disputa histórica, na qual pela primeira vez os partidos tradicionais não chegaram ao segundo turno.

Fonte: Folha de S.Paulo