Uma segunda onda do vírus está devastando partes da Índia, com 386.452 novos casos registrados na quinta-feira (29/4) – o maior aumento em um dia já registrado em qualquer país. O país atingiu a cifra de 200 mil mortes por coronavírus, sem contar a subnotificação.

Nishi e Sachin são dois indianos vivendo o pesadelo de hospitais colapsados e falta de oxigênio para pacientes com covid-19.

“Foi a pior, pior noite da minha vida porque eu não pude salvá-la”, diz Nishi à BBC. “Não tinha dinheiro, não tinha contatos. Nada me ajudou.” Não havia leito para sua sogra, e ela morreu.

Sachin disse que sentiu como se seu peito tivesse sido rasgado e seu coração arrancado. Com sua esposa grávida ziguezagueando de um hospital para outro, tempo precioso foi perdido para salvá-la. Ele perdeu a mulher e o bebê que estava para nascer. “Essa doença pode ser perigosa, mas nosso sistema é ainda mais perigoso”, afirma.

Fonte: BBC