Uma erupção vulcânica na Islândia perto da capital Reykjavik está diminuindo, disseram especialistas nesta terça-feira (11), horas depois que as autoridades alertaram que ele estava expelindo “gás tóxico com risco de vida”.

A polícia islandesa restringiu o acesso ao vulcão e os moradores da península de Reykjanes foram encorajados a fechar as janelas e desligar a ventilação, disse o departamento de proteção civil e gerenciamento de emergências na noite de segunda-feira.

O escritório meteorológico islandês, Vedur, disse na manhã de terça-feira que a poluição de gás era alta e perigosa em torno da erupção, a cerca de 60 km (37 milhas) da capital, e a poluição era provável em Reykjanes e Reykjavik.

No entanto, a qualidade do ar ainda era considerada “muito boa” ou “boa” na área de Reykjavik na terça-feira, de acordo com o site da Agência Ambiental.

As imagens da erupção de terça-feira mostraram que a fissura havia encurtado, o fluxo de lava havia diminuído e a pluma de gás era menor, disse Magnus Tumi Gudmundsson, professor de geofísica da Universidade da Islândia, à emissora islandesa RUV.

“Isso se tornou uma pequena erupção, o que é uma notícia muito boa”, disse ele, acrescentando que ainda é impossível avaliar quanto tempo duraria.

“Com toda a probabilidade não será grande, certamente pode durar muito tempo, mas felizmente não estamos olhando para uma continuação do que vimos nas primeiras horas”, disse ele.

A erupção segue intensa atividade sísmica nos últimos dias e é classificada como uma erupção de fissura, que geralmente não resulta em grandes explosões ou uma quantidade significativa de cinzas na estratosfera, disse o governo islandês em comunicado na noite de segunda-feira.

Os voos de e para a Islândia não foram interrompidos.

Fonte: CNN Brasil