Vi o início e agora estou vendo fim da TV, diz Lima Duarte, que estreia filme

14/09/201702h10″Eu penso muito nas coisas”, diz Lima Duarte enquanto repousa a xícara de café sobre a mesa. “E estou numa onda de falar o que eu penso.”
Aos 87, o ator conta ser sincero com seus diretores quando não gosta do resultado do trabalho. Aponta problemas até em seu clássico “Sargento Getúlio” (1983), de Hermano Penna. “Todos os diretores, na verdade, são grandes amigos meus. Mas que eu brigo, brigo”, ri ele.
Quanto ao seu trabalho mais recente no cinema, , que estreia nesta quinta (14) no circuito, Lima chama de “corajosa” a adaptação de Guilherme Weber para o romance “Santa Maria do Circo”, de David Toscana.
Weber (que assina sua primeira direção de filme) faz do universo fantástico do autor mexicano uma espécie de alegoria da formação do Brasil, tudo narrado por uma trupe de artistas mambembes.
Viajando pelo sertão, encontram água numa cidadezinha fantasma e decidem ficar ali, cada um sorteando um papel (o médico, a prostituta, o negro, o padre etc.) para desempenhar nessa nova sociedade. Lima é o líder da trupe, um idealista que discorda do caminhar retrógrado de seus colegas.

Fonte: Folha de S.Paulo