O presidente Vladimir Putin afirmou que a Rússia não se incomoda com a possível entrada da Suécia e da Finlândia na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) , mas acrescentou que “quaisquer ameaças” serão respondidas na mesma moeda.

“Nós devemos apenas entender de forma clara e precisa – embora não houvesse ameaça antes, se implantarem contingentes e infraestruturas militares lá, nós responderemos simetricamente e levantaremos as mesmas ameaças”, disse o líder russo em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (29) após a Cúpula do Cáspio, no Turcomenistão.

A Suécia e a Finlândia devem encerrar formalmente décadas de neutralidade ao ingressar à Otan. O ingresso dos países ao bloco é um avanço histórico para a aliança, que desfere mais um duro golpe em Putin.

O último obstáculo à entrada das duas nações no bloco foi removido na terça-feira (28) quando a Turquia abandonou sua oposição.

O avanço na negociação ocorreu durante a Cúpula da Otan em Madri, no que se tornou uma das reuniões mais importantes da história da aliança militar.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Fonte: CNN Brasil