Rueda explica escolha por Diego Alves no gol do Fla contra a Chapecoense: ‘Dá tranquilidade ao grupo’

Rueda precisa escolher o goleiro da final da Copa do Brasil Foto: Gilvan de Souza / FlamengoO torcedor do Flamengo que esperava saber, já contra a Chapecoense, quem será o goleiro da final da Copa do Brasil, diante do Cruzeiro, no dia 27, em Belo Horizonte, se decepcionou. Havia a expectativa que Rueda optasse por dar ritmo ao goleiro escolhido, Alex Roberto ou Thiago. Mas ele preferiu escalar o titular no Brasileiro, Diego Alves.
O colombiano explicou a opção. Em meio à crise no gol do Flamengo, ele admitiu que a escolha por Diego Alves foi por uma questão de confiança.
— Vínhamos de derrota para o Botafogo, e o Diego (Alves) dá tranquilidade ao grupo. Vinha com mais ritmo do que Thiago ou Muralha — afirmou Rueda durante entrevista coletiva.
Como Diego Alves não poderá jogar a final, a decisão terá que sair entre Alex Roberto e Thiago. E a presença do primeiro na lista de relacionados deu a impressão de que ele saiu na frente.
Alex Roberto foi o escolhido para ficar no banco, enquanto Thiago, que viajou a Chapecó, nem foi relacionado. Rueda minizou o fato e disse que a escolha tomada para o jogo contra a Chapecoense não indica nada para a final da Copa do Brasil.

Fonte: Extra Online