Quinta-feira, 14 de setembro 

O Supremo deixou para a semana que vem a decisão sobre a suspensão do andamento de uma possível nova denúncia contra Temer e a validade da delação dos executivos da J&F. Antes, porém, manteve Janot à frente das investigações sobre o presidente e nada impede que o procurador-geral apresente uma nova denúncia contra Temer nos quatro dias que lhe restam no comando da PGR. Por falar na revisão da delação dos donos do grupo JBS, termina hoje o prazo da prisão temporária de Joesley Batista e Ricardo Saud, que pode ser prorrogada.

Fonte: G1