Papa Francisco diz sentir vergonha de ‘mãe de todas as bombas’

06/05/201714h55O papa Francisco criticou neste sábado (6) a chamada , o explosivo mais potente do arsenal não-nuclear dos Estados Unidos e lançada no Afeganistão em abril.
A declaração foi dada em um encontro com jovens no Vaticano, durante o qual o líder da Igreja Católica respondeu a perguntas sobre diversos assuntos, inclusive a guerra. Segundo o papa, a palavra “mãe” não deve ser usada em referência a uma arma mortal.
“Fiquei envergonhado pelo nome de uma bomba, a chamaram de ‘mãe de todas as bombas’. Mas a mãe dá a vida, e essa dá a morte. Chamamos de mãe esse artefato, o que está acontecendo?”, questionou.
Francisco vai se reunir com o presidente dos EUA, Donald Trump, em 24 de maio, em um encontro potencialmente embaraçoso, considerando suas posições opostas sobre imigração, refugiados e mudanças climáticas.

OPERAÇÃO MILITAR
A Força Aérea dos EUA lançou uma bomba, oficialmente designada como Explosão Aérea Massiva (MOAB) GBU-43, em suspeitos do Estado Islâmico no leste do Afeganistão em abril. O apelido foi amplamente utilizado em notícias sobre o ataque.
Esta foi a primeira vez que o armamento foi usado em combate.

Fonte: Folha de S.Paulo