Paes para Civella:‘não faça qualquer pagamento’ ao Rio-2016

A briga entre quem vai pagar a conta final do Comitê Organizador Rio-2016 parece estar bem longe do fim. O ex-prefeito Eduardo Paes aconselhou seu sucessor Marcelo Crivella que não fizesse mais nenhum tipo de repasse ao comitê. Apesar de ter dito que liberaria até R$ 150 milhões para ajudar o Rio-2016 a não fazer cortes nos Jogos Paralímpicos — destes, apenas R$ 30 milhões foram repassados —, o ex-prefeito justifica a recomendação pela falta de prestação de contas do comitê, pelo pagamento do que Paes chama de despesas “não olímpicas” do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e por achar que o Comitê Olímpico Internacional (COI) deveria arcar com o déficit após detalhada apuração.
“A antiga administração municipal já sugeriu inclusive que o prefeito Crivella não faça qualquer pagamento. Entendemos ainda que em havendo déficit, o COI — que teve lucros extraordinários com as Olimpíadas do Rio — deveria arcar com eles após detalhada apuração”, diz a assessoria de Paes.
No entanto, o ex-prefeito admite que, caso queira, o COI pode acionar as garantias do dossiê de candidatura e obrigar que entes públicos cubram o déficit do comitê. Que é exatamente o constrangimento internacional que o COI e o governo federal querem evitar a todo custo, como O GLOBO publicou ontem.

Fonte: Extra Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *