Mensagem de texto não enviada é aceita como testamento de morto na Austrália

Mensagem de texto foi usada como testamento Foto: HANNAH MCKAY / REUTERSUm tribunal na Austrália aceitou como tribunal oficial uma mensagem de texto não enviada salva no celular de um homem morto. O homem de 55 anos escreveu a mensagem de texto para o irmão, em que dava “tudo que tinha” para ele e para o sobrinho. A mensagem foi encontrada na pasta de rascunhos do telefone depois que ele se matou, no ano passado.
A Suprema Corte de Brisbane, na capital do estado australiano de Queensland, determinou que as palavras usadas na mensagem indicavam que o homem pretendia que o texto fosse considerado o testamento dele. Na mensagem, ele deu detalhes de como acessar a cona dele no banco e onde havia escondido dinheiro dentro de casa.
“Coloque minhas cinzas no jardim dos fundos. Um pouco de dinheiro atrás da TV e um pouco no banco”, escreveu.
A mulher do homem se candidatou para gerenciar os bens dele e argumentou que a mensagem de texto não era válida como testamento porque nunca foi enviada, segundo informações da rede de TV “ABC News”.
Para um testamento ser válido em Queensland, ele deve ser escrito e assinado por duas testemunhas.

Fonte: Extra Online