Kipchoge corre maratona mais rápida já registrada, mas não bate recorde de duas horas

MONZA, Itália (Reuters) – Eliud Kipchoge correu a maratona mais rápida já registrada neste sábado, cruzando a linha de chegada na pista de Fórmula 1 de Monza em duas horas e 25 segundos, mas fracassando na ambiciosa tentativa de romper a marca de duas horas.
O tempo do queniano de 32 anos quebrou a marca oficial de 2:02:57 estabelecida pelo seu compatriota Dennis Kimetto em Berlim em 2014, mas não entrará para o livro dos recordes devido a um sistema não-compatível de pacemaking.
“Isso não é o fim das tentativas de corredores de fazer a prova em duas horas”, disse o campeão olímpico após a corrida, comparando o desafio a escalar uma árvore. “Quando você pisa nos galhos, imediatamente você passa para o próximo.”
Kipchoge avaliou a prova como o melhor desempenho de sua carreira, que inclui uma medalha de ouro nos Jogos do Rio no ano passado e o melhor tempo pessoal oficial de 2:03:05, o terceiro mais rápido da história.
Essa jornada tem sido boa, tem sido difícil, foram sete meses de dura preparação. Foi história no mundo dos esportes”, acrescentou.
(Por Mark Beindeich) Próximo

Fonte: Extra Online