É urgente voltar a Marx para entender nova fase da economia, diz professor

16/09/201706h00RESUMO Nick Nesbitt afirma que nem a nem os têm explicação adequada para a atual transformação do capitalismo, com a automatização da produção e a substituição quase completa da mão de obra humana. Para ele, é urgente voltar a “O Capital”, de Marx, cujo primeiro volume completa 150 anos.
*
Um século e meio depois de Karl Marx lançar o primeiro volume de “O Capital”, a sua análise da economia capitalista ainda hoje é a ferramenta teórica mais importante para compreender o mundo do trabalho, avalia F. Nick Nesbitt, 52, professor da Universidade Princeton, nos Estados Unidos.
Nesbitt organizou “The Concept in Crisis: Reading Capital Today” [Duke University Press, 328 págs., R$ 405,94, R$ 84,60 em e-book] (o conceito em crise: ler “O Capital” hoje), livro que acaba de ser lançado nos EUA e rediscute o clássico “Ler o Capital” (1965), escrito pelo marxista francês Louis Althusser (1918-90).
Em entrevista à Folha por e-mail, Nesbitt, que leciona no departamento de literatura comparada, afirma que Marx antecipou o que ele chama de “capitalismo pós-humano”, isto é, uma dupla tendência à eliminação gradual do trabalho humano das cadeias produtivas e à precarização da força de trabalho.

Fonte: Folha de S.Paulo