Depoimento de Duque a Moro faz parte da ação que envolve Palocci

O depoimento de Renato Duque faz parte da ação que apura corrupção em contratos da Petrobras para compra de sondas e envolve o ex-ministro Antonio Palocci.
Segundo o Ministério Público, entre 2006 e 2015, o ex-ministro Antonio Palocci e o alto comando da Odebrecht estabeleceram um esquema para garantir que os interesses do grupo fossem sempre atendimentos.
                 
Os procuradores apontam como exemplo o contrato da Odebrecht com a Petrobras para a compra de 21 sondas. Segundo as investigações, esse contrato teve a interferência direta de Palocci, primeiro como deputado federal, depois como ministro da Casa Civil e membro do Conselho de Administração da Petrobras para garantir não só que a Odebrecht ganhasse a licitação, mas também que a empresa conseguisse a margem de lucro desejada.
Depois do interrogatório desta sexta-feira (5), o processo entra na última fase antes da sentença dos réus. É a chamada fase das alegações finais, quando as partes apresentam seus últimos argumentos.
O juiz Sérgio Moro já definiu as datas: 30 de maio para o Ministério Público e 14 de junho para a defesa dos réus.
A Odebrecht voltou a dizer que está colaborando com a Justiça, que já reconheceu seus erros e agora está comprometida com o combate à corrupção.

Fonte: G1