Os americanos estão economizando nos postos de combustíveis – e não apenas na quantidade de gasolina que colocam em seus tanques. Os consumidores também estão mudando a maneira como enchem suas sacolas de compras nas lojas de conveniência e outros itens essenciais nos Estados Unidos.

O gatilho: inflação em alta.

O preço médio da gasolina está girando em torno de US$ 5 por galão, após recentemente ultrapassar essa marca registrada pela primeira vez. As famílias estão pagando muito mais pela gasolina ao mesmo tempo em que a inflação também tornou as compras de supermercado mais caras.

As lojas de conveniência de postos de gasolina geralmente servem como um substituto ideal para o supermercado quando é necessário apenas uma garrafa de água, alguns sacos de batatinhas, um litro de leite ou um copo café no final do dia, saindo do trabalho a caminho de casa. Esse comportamento de compra por impulso é um bom medidor de como está a saúde do consumo a qualquer momento.

“O preço da gasolina e tudo mais está muito mais alto, mas as pessoas precisam dirigir”, disse Arie Kotler, presidente e CEO da Arko Corp, uma operadora de lojas de conveniências. “Eles ainda estão vindo para abastecer, mas estão recalculando suas rotas”.

Kotler tem observado padrões de compras em postos de combustíveis e lojas de conveniência operados pela Arko. A empresa opera cerca de 1.400 lojas de conveniência, a maioria com postos de combustíveis, em cidades menores e comunidades rurais em 28 estados americanos.

Ele notou que duas tendências surgiram durante as visitas dos consumidores aos postos de gasolina.

“Em comparação com o mesmo período do ano passado, as pessoas estão vindo com mais frequência à bomba, mas em vez de encher completamente o tanque, estão enchendo metade ou um quarto do tanque de cada vez”, disse ele. “Eles estão dirigindo cada vez menos e em distâncias mais curtas”.

Ao mesmo tempo, os consumidores estão comprando com menos frequência nas lojas de conveniência dos postos de gasolina. “Mas quando eles entram na loja, estão consolidando suas compras”, disse ele. “Em vez de comprar apenas um ou dois itens, eles estão fazendo uma sacola maior de compras, talvez para a semana inteira”.

Loja de conveiência em posto de combustíveis operado pela Arko, nos Estados Unidos. / Arko Corp. / Arquivo Pessoal

Sacos maiores de batatinhas, muita pizza congelada e café de 99 centavos

Com os consumidores ainda mais focados na questão dos preços, Kotler disse que a Arko está recalibrando suas ofertas, serviços e promoções para tentar manter os preços baixos e as vendas em alta.

“No passado, seria uma única bebida e um pequeno saco de batatinhas”, disse ele. “Agora eles estão comprando por valor. Portanto, é um saco maior de batatinhas por US$ 4,59, por exemplo, contra um saco pequeno por US$ 2,29. Eles podem dividir em algumas porções com isso”.

O mesmo acontece com as bebidas, ele disse que as vendas das garrafas de dois litros estão superando aquelas de tamanhos menores, assim como as dos fardos de bebidas de 12 e 15 latas.

Café barato, sanduíches para viagem e pizza congelada também são sucesso de vendas entre os compradores com orçamento limitado.

E desde o início do ano, disse Kotler, a Arko adicionou máquinas de café totalmente automatizadas em mais de 500 lojas. “Elas são self-service e retiram o custo da mão de obra para nós. Assim, podemos vender café quente e gelado por 99 centavos”, disse.

A empresa também investiu em refrigeradores extras em mais de 600 lojas, onde os consumidores podem comprar sanduíches e alimentos congelados como pizza, hambúrgueres e jantares rápidos.

“Nosso sanduíche de manteiga de amendoim e geleia custa US$ 1,29, o de presunto e queijo por US$ 3,99”, disse Michael Bloom, diretor de marketing da empresa. “Somos semelhantes aos preços dos supermercados, mas talvez de US$ 1 a US$ 3 a menos.

As pizzas costumam estar entre os itens mais comprados em postos de gasolina.

“Muitas pessoas não podem ir a um restaurante agora. Nossas pizzas congeladas tamanho família por US$ 5,69 a US$ 9,59 são um item muito popular agora”, disse Kotler.

Além disso, ele disse que as lojas estão oferecendo ofertas como compre dois itens, leve um grátis e descontos em gasolina quando os clientes se inscrevem no programa de fidelidade da empresa.

“Todas essas economias se acumulam para os consumidores”, disse Kotler. “A cada poucos meses, estamos tentando reinventar nossas lojas para nos mantermos competitivos, nos negócios e relevantes para os compradores neste ambiente”.

Este conteúdo foi criado originalmente em inglês.

versão original

Fonte: CNN Brasil