Cavalo-marinho vive em áreas de mangue e está ameaçado de extinção

Para combater a prática predatória que ameaça a existência do cavalo-marinho, o projeto Hippocampus foi criado em 1995 e hoje mantém 33 aquários, com diversas espécies, em Porto de Galinhas, em Pernambuco. Moreias, lagostas, peixe-enxada, garupa-gato e camarões de três milímetros são criados junto com os cavalos-marinhos, até que possam ser devolvidos à natureza para repovoar os mangues.

Fonte: G1