Após morte de delegado, polícia faz cerco a comunidades em busca dos assassinos

Suspeitos são detidos por policiais civis no Jacarezinho Foto: Rafael SoaresApós a morte do delegado Fábio Monteiro, da Central de Garantias Norte (CG-Norte), assassinado na tarde desta sexta-feira próximo à comunidade do Arará, na Zona Norte do Rio, policiais civis de várias delegacias especializadas realizam uma grande operação nas comunidades do Arará e Jacarezinho para encontrar os responsáveis pelo crime. Há um intenso tiroteio. Pelo menos uma pessoa ficou ferida. Cerca de 40 pessoas foram levadas para a delegacia para averiguação.
O corpo do delegado foi encontrado com marcas de tiros, no porta-malas de um carro, no Viaduto de Benfica. Pedestres viram quando homens abandonaram o carro e correram em direção às favelas do Arará e do Jacarezinho. Os passantes, então, alertaram os policiais de plantão na cabine do 22º BPM (Maré), na Praça Dario Rogério, em Benfica.
O delegado Fábio Monteiro Foto: Reprodução / Instagram De acordo com a Polícia Civil, a Delegacia de Homicídios (DH) da Capital foi acionada e enviada para o local. Os detalhes da ocorrência estão sendo apurados.
Circulação dos trens suspensa
Às 16h20, a SuperVia informou que precisou suspender temporariamente as partidas da Central do Brasil para Belford Roxo (ramal Belford Roxo) devido à ocorrência de segurança pública nas proximidades da estação Jacarezinho.

Fonte: Extra Online

Comentários Facebook

FN