Vendas de moradias na China sobem em agosto, mas têm pior resultado desde 2015

As vendas de moradias na China subiram 3,8% em valor na comparação anual de agosto, desacelerando ante o avanço de 4,3% verificado em julho, segundo cálculos do The Wall Street Journal baseados em dados do Escritório Nacional de Estatísticas do país. O resultado é o mais fraco desde março de 2015, quando foi registrada contração nas vendas.

Entre janeiro e agosto, as vendas de moradias tiveram acréscimo de 14,2% ante igual período de 2016. No período de janeiro a julho, as vendas haviam crescido em ritmo mais forte, de 15,9%.

Já os investimentos no desenvolvimento de projetos imobiliários avançaram 7,9% de janeiro a agosto, a 6,6 trilhões de yuans (US$ 1 trilhão), enquanto as construções iniciadas – considerando-se tanto residências quanto propriedades comerciais – subiram 7,6%, a 1,2 bilhão de metros quadrados. Fonte: Dow Jones Newswires.

Fonte: ISTOÉ Independente