O que você quer comer quando a pandemia passar?

Com todos os restaurantes fechados, já começa a bater saudades dos meus pratos favoritos. E não adianta dizer que o delivery funciona a todo gás –a comida nunca é tão boa depois de viajar na garupa de uma moto.

O que você quer comer quando essa loucura toda acabar? Fiz uma enquete no Stories do meu Instagram. Me adicione e responda por lá.

Eu não consigo falar de um prato só, então segue uma longa lista:

Porco San Zé, da Casa do Porco

Shawarma, do Pinati

Polpettone, do Jardim de Napoli

Karaage (frango frito à japonesa), do Bueno

Tonkatsu kare (porco à milanesa com arroz e curry), do Matsu

Churrasco de pato apimentado, do coreano New Shin-La Kwan

Bolinho de carne, do Bar do Luiz Fernandes

Tonkotsu ramen (macarrão em caldo de ossos de porco), do Ikkousha

Esfiha de carne, do Hay

Empanada de carne, do Martin Fierro

Pão de queijo, do Rubaiyat

Bulgogi (churrasco coreano de contrafilé), do BiCol

Arroz de pato com tucupi e magret, do Jiquitaia

Tambaqui, do Banzeiro

Takoyaki (bolinhos de polvo), do Izakaya Issa

Empanadas fritas, do Chimichurri

Dadinhos de tapioca, do Mocotó

Minha lista inclui também comidas do Rio, onde morei boa parte do ano passado.

Pastel de camarão, do bar Dom Pedro

Francesinha (sanduíche português de várias carnes, mais queijo, ovo, molho apimentado e fritas), da Mercearia da Praça

O prato-feito do Zeca Bar F.C.

Camarão a Matosinhos (no azeite, com alho e pimentão), do Velho Adonis

Baião-de-dois, do Aconchego Carioca

Bolinho de camarão e requeijão, do Bracarense

Galeto ao molho Sat’s (limão, alho e pimenta), do Galeto Sat’s

Fonte: Folha de S.Paulo

Comentários Facebook