Advogados de Léo Pinheiro pedem a Moro que Lula não grave depoimento

05/05/201720h32Os advogados de Léo Pinheiro, sócio da OAS, querem que o juiz Sergio Moro não permita que a defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva grave a audiência do próximo dia 10, em Curitiba.
Tanto Lula como Léo Pinheiro são réus em ação criminal que tramita na Lava Jato sobre o tríplex no Guarujá (SP). O empresário, que negocia delação premiada, depôs a Moro no último dia 20.
Em petição protocolada na noite desta sexta (5), os advogados José Luis Oliveira Lima e Rodrigo Dall’Acqua afirmam que “não concordam com a realização da gravação não oficial do interrogatório do corréu”.
“Nunca é demais reforçar que o princípio na publicidade não autoriza a livre gravação da imagem das partes relacionadas ao processo, de seus representantes legais e de quaisquer outras pessoas que estejam presentes durante a realização dos atos processuais em audiência”, justificaram.
Segundo eles, caso a defesa de Lula filme toda a sala de audiência no dia do depoimento, “certamente causará a exposição desnecessária da imagem de todos os presentes no ato, para muito além dos limites do processo e ainda gerando transtornos indesejados tanto à realização da audiência, quanto ao andamento do processo em si”.

Fonte: Folha de S.Paulo