Por que os sons gravados pela sonda Cassini entre os anéis de Saturno deixaram os cientistas perplexos

Direito de imagemNASA/JPL-CALTECH.

A Cassini fará um voo suicida em 15 de setembro Um ruído de estática quase inaudível, como o de uma TV sem sinal no fundo de um corredor – e, no fim da gravação, um pequeno silvo.

Foi isso o que a sonda Cassini, Nasa (agência espacial americana) “ouviu” em 26 de abril, quando mergulhou a milhares de quilômetros por hora no espaço entre Saturno e seu anel mais próximo, na primeira de 22 manobras do tipo.
Essa imersão marcou o início do grand finale da missão iniciada em 1997 e que culminará com um a destruição da Cassini na atmosfera do planeta, em meados de setembro.

Fotógrafo mostra em montagens o ‘tráfego intenso’ em grandes aeroportos do mundoA ausência de sons mais fortes deixou os cientistas perplexos porque isso significa que a zona, pela primeira vez visitada por um veículo terráqueo, está relativamente livre de partículas.A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Ouça o som captado pela sonda CassiniAntes do início dos mergulhos, a equipe da Nasa a cargo da missão temia que impactos com partículas pudessem avariar seriamente ou até destruir a nave.

Fonte: BBC