Leitora pergunta e o professor Pasquale responde: o plural de ‘bastante’ é ‘bastantes’?

A leitora Flávia Luísa perguntou à BBC Brasil se a palavra “bastante”, ao concordar com o feminino plural, se transforma em “bastantes”.
A resposta é não – embora, de acordo com o professor Pasquale Cipro Neto, a palavra “bastantes” de fato exista.
Ao pé da letra, “bastante” significa “o que basta” – a frase “não há dinheiro bastante” quer dizer “não há dinheiro que baste”.
Mas o professor explica que a palavra também acabou virando sinônimo de “muito”, e com as mesmas variações.
“Então ‘não há muita gente’ (é igual a) ‘não há bastante gente’. ‘Não há muito dinheiro’ (significa) ‘não há bastante dinheiro’. ‘Não há muitas pessoas’, (é a mesma coisa que) ‘não há pessoas bastantes’, ‘não há bastantes pessoas’”, diz Pasquale.
O exemplo enviado pela leitora – “As mulheres são bastantes inteligentes” – está incorreto. O certo seria dizer “as mulheres são bastante inteligentes”.
O especialista deixa uma dica: “Se eu posso trocar ‘bastantes’ por ‘muitos’, ‘muitas’, ‘suficientes’, eu acertei, é ‘bastantes’ mesmo. Se eu vou trocar por ‘muito’, e se só cabe ‘muito’, então eu vou usar ‘bastante’”.

Fonte: BBC