Mergulhadores retiram lixo submerso no Lago Paranoá

Cerca de 2 toneladas de lixo devem ser retiradas do Lago Paranoá, em Brasília, como resultado da Semana Lago Limpo 2017, que termina neste sábado (16). O evento, realizado pela Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento Básico do Distrito Federal (Adasa) para promover a limpeza e a proteção do lago, conta com o apoio de dezenas de mergulhadores que, voluntariamente, descem às profundezas do lago para recolher aquilo que os visitantes despejam.Brasília – Encerra, no Lago Paranoá, a semana Lago Limpo 201, uma ação de conscientização organizada pela Adasa José Cruz/Agência Brasil“O que a gente vê muito é muito lixo jogado mesmo pelas pessoas, uma total falta de consciência”, critica o mergulhador Guilherme Aguiar. Para limpar o ambiente, os mergulhadores descem com sacos plásticos, parecidos com sacos de feiras, e ficam várias horas submersos por dia. Na opinião de Guilherme, é importante mostrar “que o que elas jogam dentro da água, a partir das lanchas e até dos restaurantes, fica ali guardado, no fundo do lago, por muito tempo, poluindo tudo”. Latinhas de cervejas, garrafas e copo de plástico são alguns dos objetos mais encontrados. “São coisas que as pessoas usam na hora da diversão, mas essa diversão vira um problema para um ambiente”, alerta o mergulhador.Brasília – Para limpar o lago, os mergulhadores descem com sacos plásticos plásticos paa recolher o lixo submersoJosé Cruz/Agência BrasilEsta é a sétima edição da semana.

Fonte: Agência Brasil