Governo dos EUA questiona legitimidade de eleições na Venezuela

O governo dos Estados Unidos afirmou hoje (12) que uma “série de ações” realizadas pelo Conselho Eleitoral da Venezuela (CNE) colocam dúvidas sobre a legitimidade do pleito, marcado para o próximo domingo (15).
“Os EUA estão preocupados com uma série de ações do CNE da Venezuela, que põem em xeque a legitimidade do processo eleitoral”, afirmou a porta-voz do Departamento de Estado, Heather Nauert.
A porta-voz não explicou a quais ações se referia, mas, durante a campanha, a oposição venezuelana denunciou uma série de irregularidades, que teriam a participação do CNE, para favorecer os candidatos chavistas, aliados do presidente Nicolás Maduro.
A campanha, que começou no último dia 23 de setembro, termina nesta quinta-feira. No domingo, opositores e chavistas medirão forças para tentar vencer os governos dos 23 estados do país. Atualmente, 20 estão sob o controle de aliados de Maduro.
“Pedimos ao governo venezuelano que realize eleições livres e justas. Sabemos, com grande preocupação, que não serão permitidos observadores internacionais independentes e pedimos que sejam autorizados observadores nacionais independentes para fiscalizar as eleições e a apuração dos resultados”, indicou Nauert.
Além disso, a porta-voz destacou que os EUA e a comunidade internacional estão acompanhando de perto o processo eleitoral e enviou uma mensagem aos cidadãos da Venezuela.

Fonte: Agência Brasil

Comentários Facebook

FN

Deixe uma Opinião

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *