Constituinte busca condições para eleição na Venezuela, diz líder de comissão

A Assembleia Constituinte convocada pelo presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, espera criar “condições” para os processos eleitorais que estão a caminho no país, incluindo as eleições presidenciais de 2018, disse nesta terça-feira (2) o presidente da comissão para a ativação da Constituinte.
Na segunda-feira (1º) a oposição se manifestou contra a Constituinte, dizendo que a intenção do processo convocado por Maduro é adiar as eleições regionais previstas para este ano e as presidenciais do final do ano que vem. Nesta terça-feira manifestantes bloquearam vias importantes em protesto.
“Um dos temas que a Constituinte busca é alcançar condições de estabilidade para fazer os processos eleitorais que estão a caminho… e os que vêm em 2018, as (eleições) presidenciais”, disse Elías Jaua nesta terça-feira em uma entrevista ao canal estatal VTV.
“Não há condições de normalidade, e é isso que a Constituinte busca: um mínimo de condições para fazer eleições que não terminem em uma luta fratricida entre os venezuelanos”, disse.

Saiba MaisSecretário diz que OEA estará atenta para evitar que Venezuela vire ditadura
O governo socialista de Maduro diz estar sendo vítima de uma tentativa de golpe de Estado desde que a oposição iniciou, um mês atrás, uma onda de protestos pedindo eleições antecipadas, a libertação de uma centena de “presos políticos” e a separação de Poderes, entre outras exigências.

Fonte: Agência Brasil