Gestores devem ficar atentos as novas empresas, diz investidor alemão

11/10/201702h00Gestores de grandes empresas devem estar atentos e temer que uma companhia novata prepare algo que possa transformar o mercado, diz o investidor alemão Mathias Schilling, cofundador da gestora de investimentos eVentures, do Vale do Silício (EUA).
A empresa possui escritório no Brasil em parceria com outra gestora, a Redpoint. As duas juntas possuem US$ 120 milhões (cerca de R$ 375 milhões) em fundo para investimentos em start-ups.
Schilling diz que, como primeiro passo para estarem perto da inovação, empresas devem investir em fundos já consolidados para ter informações e relacionamentos no mercado de start-ups.
Já com alguma experiência, devem investir por conta própria e, finalmente, criar uma unidade em separado para o desenvolvimento de start-ups ligadas a ela.
Entre os setores que devem ser transformados pela tecnologia, segundo ele, está o bancário, que tem como maior expoente no Brasil o Nubank, de cartão de crédito associado a aplicativo e sem cobrança de anuidade.
Sua teoria de que os gigantes não devem ficar parados se materializa na parceria que seu fundo tem com o banco Itaú no Cubo, centro para reunir start-ups e eventos do setor em São Paulo.

Fonte: Folha de S.Paulo

Comentários Facebook

FN

Deixe uma resNotíciaa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *