Flórida investe em mais estações de carregamento de veículos elétricos

Estação de carregamento carro elétrico. Imagem: BILL BORTZFIELD – WJCT NEWS.

Com as montadoras introduzindo mais veículos híbridos e elétricos, o governador Ron DeSantis anunciou na sexta-feira US $ 8,6 milhões em financiamento para estações de carregamento de veículos elétricos nas rodovias estaduais.

Segundo o governador, o financiamento expandirá as estações de carregamento do estado em 50% nos corredores mais percorridos da Flórida.

“Esse investimento de longo prazo na infraestrutura de carregamento de veículos elétricos é uma vitória para o nosso estado em vários níveis”, disse DeSantis. “Essas estações de carregamento não apenas promoverão emissões reduzidas de poluição e melhor qualidade do ar, como também melhorarão a mobilidade e a segurança para o crescente número de floridianos que dirigem carros elétricos. Estou ansioso para aproveitar esse investimento e continuar nosso trabalho para melhorar a infraestrutura de meio ambiente e transporte da Flórida. ”

Mais 104 pontos

Setenta e quatro carregadores rápidos adicionais serão instalados em todo o estado. Combinado com os carregadores que o Florida Department of Transportation está instalando ao longo da Florida Turnpike, um total de 104 pontos de carregadores rápidos DC será instalado em mais de 1.200 milhas de rodovia, cobrindo os corredores mais percorridos no estado.

O acordo legal com a Volkswagen irá adicionar 34 estações de carregamento rápido na Interestadual 95, Interestadual 4, Interestadual 75, Interestadual 275 e Interestadual 295.

“Os floridianos e os americanos continuam comprando mais e mais veículos elétricos”, disse DeSantis em fala no Turkey Lake Service Plaza, em Orlando. “A compra de veículos elétricos na Flórida aumentou 10 vezes nos últimos nove anos. E esperamos que essa tendência continue”.

Empresas contratadas

Ao todo, o estado concedeu 27 contratos para instalar as 34 estações. A ChargePoint, uma empresa sediada na Califórnia, e a 7-Eleven, cada uma delas obteve sete contratos para instalar estações.

A empresa canadense de armazenamento de energia eCamion conseguiu cinco contratos. A EVgo, com a maior rede de estações de carregamento rápido nos EUA, obteve três. A Florida Power & Light venceu dois. Cada um foi para a OBE Power, a Orlando Utilities Commission e a Truck Stop 75.

A seleção do projeto foi baseada na proximidade das estações às rodovias e instalações e na importância das rotas de evacuação dos furacões, de acordo com o escritório do governador.

A maior parte das estações de carregamento rápido será inicialmente na Flórida Central e no sul da Flórida, onde mais veículos elétricos estão em trânsito.

Questionamentos 

DeSantis defendeu seus esforços para reabrir a economia quando lhe perguntaram sobre a aprovação do projeto que vai beneficiar os proprietários de veículos Tesla – que tem preço inicial de US $ 33.690 no site da empresa – durante um período de alto desemprego por causa da pandemia de coronavírus.

“Queremos colocar as pessoas de volta ao trabalho”, respondeu DeSantis. “E sim, olha, eu também não posso pagar um Tesla. Mas é algo que, à medida que essas coisas se tornam mais acessíveis e mais amplamente disponíveis, tendo essa infraestrutura, acho que será muito, muito positivo. ”

Em meio às enormes perdas de empregos e paralisações de negócios causadas pela pandemia, o estado enfatizou a aceleração de projetos rodoviários como uma maneira de manter o dinheiro fluindo e de aproveitar as reduções no tráfego.

Um total de cerca de US $ 25 milhões da parte do estado deve ser usado para as estações de carregamento, aprovado pela lei (SB 7018) para a Comissão de Serviço Público com o planejamento realizado em conjunto com o Departamento de Transportes da Flórida e o Departamento de Agricultura e Serviços ao Consumidor. Com informações da WUSF. 

Related Images:

[See image gallery at gazetanews.com]

O post Flórida investe em mais estações de carregamento de veículos elétricos apareceu primeiro em Gazeta News: O maior Jornal Brasileiro da Florida, nos EUA.

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook