Aplicativos que te ajudam a viajar economizando

Muitas vezes a falta de dinheiro pode ser um impeditivo para viajar. Mas, com a popularização da internet e das redes sociais, surgiram diversos aplicativos que nos ajudam a cortar gastos e, ainda assim, fazer uma viagem incrível. Confira:

Hospedagem na faixa

A estadia pode ser, junto com a passagem área, uma das partes mais caras de uma viagem. Recentemente, uma onda de aplicativos de hospedagem e economia compartilhada fizeram sucesso e conquistaram a confiança dos usuários. O Couchsurfing é um dos mais famosos: pessoas do mundo inteiro disponibilizam algum espaço em sua casa para acomodar viajantes. Tudo isso de graça! E, de quebra, muitos anfitriões ainda atuam como guias turísticos, levando seus hóspedes para conhecer lugares mais frequentados por locais. É uma ótima oportunidade de conhecer novas pessoas e imergir de forma mais completa na cultura do local que você está visitando.

Hospedagem É possível economizar na hospedagem trocando o convencional hotel por opções alternativas

É possível economizar na hospedagem trocando o convencional hotel por opções alternativas (martin-dm/Getty Images)

Trabalhar e turistar

Outra proposta é a de work exchange, ou seja, troca de trabalho. O Worldpackers, por exemplo, é uma plataforma que te conecta com vários anfitriões – sejam hostels, ONGs, pousadas – ao redor do mundo que te oferecerão moradia em troca de trabalho! É uma alternativa de usar as suas habilidades – sejam elas quais sejam – para te sustentar e, até mesmo ajudar outros: existe a possibilidade de atuar como voluntário em projetos comunitários. Imagina ensinar inglês para crianças na Camboja? Ou trabalhar na recepção do hostel que está hospedado?

Você trabalha por algumas horas no dia e depois pode aproveitar o local! Diversas habilidades são requisitadas, como jardinagem, cozinha, fotografia, entre outras. É só encontrar a alternativa que mais combina com você e o tipo de viagem que quer fazer. O objetivo é fazer viagens transformadoras e que caibam no seu bolso.

Trabalho Voluntário No WorldPackers, você pode ser voluntário em locais que precisam de ajuda em troca de acomodação

No WorldPackers, você pode ser voluntário em locais que precisam de ajuda em troca de acomodação (yacobchuk/Getty Images)

Zeladoria e pet sitting

Na linha de troca de trabalho, existe o House Carers. Nesta ferramenta, pode-se encontrar anfitriões que irão viajar e precisam de alguém para tomar conta de suas casas, a maioria com animais de estimação. Eles trocam a estadia – sem custos – pela proteção e cuidado de suas residências e pets durante o tempo em que estarão fora!  Dá para encontrar casas pelo mundo todo, e a experiência é totalmente diferente de um hotel. Imagina o aconchego?

Existe também outro tipo de troca, a de casa! No aplicativo Troca Casa é possível trocar de residência com outros viajantes. Existem casas em mais de 150 países e é só encontrar um usuário que compartilhe dos seus interesses e combinar os detalhes da troca.

Carona

Sabemos como locomoção em uma viagem pode ser cara, tanto com táxis, trens ou aviões. Pensando no princípio da economia compartilhada, o aplicativo BlaBlaCar surgiu como uma opção de serviço de caronas. Feito de modo seguro, é possível encontrar uma pessoa local disponível para te dar uma carona, até mesmo para uma cidade diferente. Com preços menores que os convencionais, e até mesmo com uma modalidade exclusiva para mulheres, o aplicativo disponibiliza viagens seguras, mais rápidas e confortáveis. Dá para viajar para qualquer lugar, basta verificar a disponibilidade dos motoristas.

Transporte Aplicativos de transporte podem te ajudar a poupar gastos com táxi e afins

Aplicativos de transporte podem te ajudar a poupar gastos com táxi e afins (Mint Images/Getty Images)

Comida

Comer faz parte de conhecer a cultura local, certo? Pensando nisso, algumas plataformas surgiram para conectar os viajantes com os residentes. O Dinneer é um grande exemplo: presente em vários países do mundo, é possível combinar jantares na casa de anfitriões locais a preços acessíveis! Que tal experimentar um cardápio completo de comida caseira com toque contemporâneo em Madrid por 15 euros? Ou um verdadeiro jantar baiano, com direito à moqueca, vatapá e cocada, gastando 35 reais por pessoa?

Dessa forma, você pode conhecer a culinária típica, se aproximar de pessoas novas e descobrir melhor como essas pessoas vivem. Tudo isso no conforto e intimidade de suas casas. E bônus, o Dinneer é muito forte no Brasil, país onde existem mais anfitriões cadastrados! Ou seja, não precisa estar na gringa para desfrutar do serviço.

O Eatwith é parecido, mas diferentemente do Dinneer, não são residentes qualquer que cozinham a sua comida: são chefes locais! Então, além de conhecer a cultural local, você ainda experimentará uma gastronomia de alta qualidade. Os preços não são baixos, porém, se comparados com restaurantes de alto nível, podem valer a pena. É possível provar um menu degustação de frutos do mar no Brooklin por R$ 325 por convidado até um jantar tipicamente judeu em Israel desembolsando R$256. E não são apenas jantares: cursos, food tours e degustações também estão disponíveis.

Refeição, comida Comer junto de locais pode ser uma ótima oportunidade de conhecer as raízes culinárias de um destino

Comer junto de locais pode ser uma ótima oportunidade de conhecer as raízes culinárias de um destino (Maskot/Getty Images)

Guia turístico

Não é raro que agências de turismo tenham preços exorbitantes, além do necessário. E muitas vezes os tours podem ser superficiais, apressados, lotados. Pode não ser um experiência tão agradável, vamos combinar. Mas qual seria a solução, se você não quer abrir mão de um guia? O aplicativo Vayable, por exemplo, é uma plataforma que reúne vários residentes locais que disponibilizam tours pelo destino escolhido. Existem guias de gastronomia, arte, arquitetura, compras. São experiências mais completas, às vezes mais acessíveis, e personalizadas ao seu interesse.

Você pode fazer um tour gastronômico pelas ruas de Roma, visitando mercados, lojas e restaurantes e provando delícias doces e salgadas. Ou conhecer os “tesouros secretos” de Buenos Aires com um local. Até mesmo uma excursão pelas artes de rua de Los Angeles. É só encontrar o guia e passeio que mais combina com o que você quer conhecer e marcar os detalhes!

Guia turístico Guias turísticos locais são uma forma de conhecer um lugar além do óbvio

Guias turísticos locais são uma forma de conhecer um lugar além do óbvio (Piola666/Getty Images)

Fonte: Viagem e Turismo

Comentários Facebook