Descubra 12 longas trilhas com paisagens incríveis e que valem qualquer esforço

Que tal se desconectar do mundo? Deixar o celular de lado e, no máximo, só pegá-lo para tirar fotos maravilhosas. É hora de se conectar com natureza e caminhar para desvendar incríveis lugares, muitas vezes, somente acessíveis a pé. Separamos 12 trilhas incríveis com paisagens deslumbrantes que com certeza farão você se esquecer da dor no pé provocada pela exaustiva e longa caminhada.

Angelus Hut – Nova Zelândia

Uma das trilhas mais populares da Nova Zelândia fica no extremo norte do Parque Nacional dos Lagos de Nelson. É de lá que saem aventureiros para uma longa caminhada que pode durar até dois dias. São cerca de 12 km, cerca de 6 horas por dia, de uma bela trilha que te leva à montanha Angelus Hut, com seus 1.700 metros. Todo o caminho é repleto de vistas espetaculares, mas lá de cima o viajante é contemplado com um incrível lago glaciar. Muitos aventureiros falam que o melhor é caminhar pela noite para admirar o céu estrelado.

Annapurna – Nepal

Os aventureiros que já encararam o Circuito Annapurna do Nepal o definem como desafiador e uma experiência para a vida. Desde a abertura da trilha em 1977, a maioria dos trekkers tem seguido o itinerário que começa em Besishahar e segue por cerca de 200 km em meio a Cordilheira do Himalaia. Durante o início da caminhada os aventureiros vão se adaptando as condições extremas antes da grande subida até o topo do Thorong La aos 5.416 metros de altitude – mais de 7 vezes a altura do Corcovado no Rio de Janeiro. A viagem total dura cerca de 2 semanas.

Crista do Pacífico – Estados Unidos

Se o seu objetivo é dar realmente uma sumida do mundo o Circuito da Crista do Pacífico é para você. A caminhada pode durar até 5 meses e vai da fronteira com o México até o Canadá atravessando os estados americanos da Califórnia, Oregon e Washington. A trilha revela a beleza do deserto, as extensões glaciais da Sierra Nevada, percorre florestas profundas e oferece vistas impressionantes dos picos vulcânicos da Cordilheira das Cascatas.

Haute Route – França e Suíça

Como o nome diz Haute Route é uma rota alta. Possível de ser feita somente no verão europeu, a trilha passa pelo meio das geleiras e montanhas altas dos Alpes. O início é em Chamonix, na França, uma das mais belas cidades montanhosas da Europa. O percurso é de pouco mais de 220 km até Zermatt, na Suíça, e dura cerca de 10 dias para ser percorrido.

Haute Route, França e Suíça

Lençóis Maranhenses – Brasil

Que tal atravessar uma das mais belas regiões do Brasil? É possível fazer a travessia do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses em busca de belas paisagens e incríveis lagoas. A trilha dura de 3 a 5 dias. O ideal é sair de Atins para Santo Amaro, pegando assim o trajeto com menos esforço. A caminhada é sempre feita de madrugada para os viajantes não serem castigados pelo sol forte. Com a travessia a pé é possível passar por áreas remotas do Parque, como Queimada dos Britos e Baixa Grande, onde estão as maiores belezas dos Lençóis Maranhenses.

Lençóis Maranhenses

Mnweni-Rockeries – África do Sul

Um ótimo lugar para se isolar do mundo e aproveitar para admirar uma das mais belas paisagens sul-africanas. A cerca de 400 km de Joanesburgo começa esta trilha que leva, em média, quatro dias para ser completada e tem grandes desafios a serem superados. O maior deles é as passagens íngremes pelas montanhas Mnweni e Rockeries. Para enfrentar esta trilha o viajante tem que estar bem preparado, pois não há nenhuma casa de apoio durante o trajeto de 40 km.

Overland Track – Austrália

A natureza pré-histórica da Tasmânia é mais acessível na Overland Track de 65 km, cerca de 6 dias de caminhada. Esta trilha é a mais famosa de toda Austrália e percorre o caminho entre a Cradle Mountain e o Lago St Clair – o lago natural de água doce mais profundo do país. Ao longo do trajeto há muito para apreciar e se maravilhar como montanhas escarpadas, belos lagos e lagoas, extensas florestas e pântanos.

Overland Track, Austrália

The Narrows – Estados Unidos

Uma trilha que com certeza o aventureiro sairá molhado. Esta jornada de 26 km ocorre em meio aos cânions esculpidos ao longo dos séculos pelo rio Virgin, no Parque Nacional Zion, em Utah. A trilha The Narrows percorre o curso do rio e muitas vezes é tomada pelas águas, onde nadar ou molhar os pés é única opção. A melhor época para esta caminhada é no final da primavera e no verão, quando a água tende a estar mais quente e o nível da água cai.

The Narrows, Estados Unidos

Trilha da Montanha – Líbano

Uma caminhada repleta de história e que cruza praticamente todo o Líbano. A Trilha da Montanha é difícil em geral, ainda mais se você quiser fazer todo o percurso de 470 km. Ao longo dela há subidas e descidas, caminhadas por trechos de terra e estradas asfaltadas, travessia de rios e riachos, e muitos outras desafios a serem enfrentados. Por mesclar áreas rurais, urbanas e muita natureza, a Trilha da Montanha vale muito a pena, ainda mais por ser repleta de locais históricos e tombados como patrimônio.

Trilha Inca – Peru

Um dos caminhos mais famosos da América do Sul. Caminhar pela Trilha Inca através do Vale Sagrado até Machu Picchu é árduo, inspirador e deslumbrante. Ao longo do caminho corte vales esculpidos por suas altas montanhas e muita vegetação. Visite sítios arqueológicos antes de chegar no patrimônio mundial de Machu Picchu. São 33 km completados em 4 dias de trilha.

Tusheti – Geórgia

As montanhas do Cáucaso são as mais altas da Europa e é no norte desta cadeia que fica a região de Tusheti. A trilha de seis dias é difícil, mas espetacular. Além de admirar as altas montanhas com seus picos nevados, o aventureiro cruza aldeias de pedra, vilas medievais, prados alpinos, ruínas de fortalezas, num cenário único bem no coração do Cáucaso.

Tusheti, Geórgia

Vale do Pati – Brasil

Conhecido como um dos trekkings mais bonitos do Brasil, o Vale do Pati atrai os viajantes que buscam contato mais direto e profundo com a imensidão da Chapada Diamantina. Enfrentar a trilha em meio a natureza não é fácil, com muitas subidas e descidas. Mas todo o esforço, cerca de 20km de caminhada por dia, vale a pena. Segundo os guias da região, o Vale do Pati é o melhor lugar de toda a Chapada.

Chapada Diamantina

Fonte: Melhores Destinos

Comentários Facebook

Post Author: FN