Brasileiro se declara culpado por fraude e clonagem de cartões em MA

Imagem: Facebook.

O brasileiro Alexandre Kawamura, de 43 anos, assumiu a culpa de ter instalado dispositivos em caixas eletrônicos (ATM) em Saugus e utras cidades ao norte de Boston (MA). A confissão da culpa foi durante a audiência no dia 11, no tribunal de Massachusetts.

De acordo com o Departamento de Justiça, Kawamura se declarou culpado de duas acusações de uso de dispositivos de acesso falso (cartões de débito e crédito), por usar um aparelho de clonagem de cartões e duas acusações de roubo de identidade.

O juiz distrital Leo T. Sorokin agendou a sentença para 17 de abril. Kawamura entrou legalmente nos Estados Unidos com um visto de turista, mas estará sujeito a deportação depois de completar sua sentença, de acordo com um comunicado do gabinete do procurador-geral dos EUA, Andrew E. Lelling.

Kawamura colocou dispositivos de clonagem escondidos e câmeras nos caixas eletrônicos do Eastern Bank em Saugus, Stoneham, Medford e Everett, todos os dias entre 25 de fevereiro e o dia em que foi preso, 16 de março de 2018. Os cartões de débito e crédito que as vítimas inseriram nos caixas eletrônicos foram clonados es câmeras capturaram os números PIN conforme foram inseridos nos teclados ATM.

Brasileira condenada por clonagem de cartão aceita ser deportada

O brasileiro chegou a usar alguns dos cartões clonados, tanto para saque quanto para compra de roupas em uma loja de artigos esportivos em Medford.

A acusação por clonagem de cartões pode resultar em pena de até 10 anos de detenção, três anos de liberdade condicional e multa de até $250 mil.

A acusação pelo uso de um dispositivo de acesso para clonagem de cartão prevê uma sentença não superior a 10 anos de prisão, três anos de liberação supervisionada e uma multa de até US $ 250.000. Já a acusação de posse de equipamentos para fabricação de dispositivos prevê uma sentença de não mais de 15 anos de prisão, três anos de liberdade supervisionada e uma multa de 250 mil dólares. Com informações do portal NECN.

Esposa

Em junho de 2018, a brasileira Keren Kawamura, de 25 anos, que se declarou culpada no esquema de clonagem de cartões em Boston concordou em ser deportada. Ela admitiu no dia 26 que ajudou no uso de um dispositivo de acesso falso a informações de cartões de bancos em caixas eletrônicos.

Os promotores dizem que ela ajudou seu marido, Alexandre Kawamura, de 42 anos, a acessar caixas eletrônicos em quatro agências do Eastern Bank no estado de Massachusetts. Leia a matéria completa aqui.

Leia outras matérias relacionadas

Pena de brasileiros por clonagem de cartão pode chegar a 30 anos

Brasileira é vítima de fraude com cartão de crédito em Orlando

O post Brasileiro se declara culpado por fraude e clonagem de cartões em MA apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook