Brasileiro pega 8 anos de prisão por abuso sexual de menor em NY

Na terça-feira (12), o pintor de paredes Fábio Coutinho, de 42 anos, morador em Port Chester (NY), foi condenado a 8 anos de prisão numa penitenciária estadual. Ele enfrentava a acusação de ter abusado sexualmente de uma criança numa casa em que trabalhava na cidade de North Castle, em junho de 2018.

O promotor público distrital do Condado de Westchester, Anthony A. Scarpino, detalhou que o réu assumiu a culpa com relação à acusação de ataque sexual criminoso em 1º grau, em 24 de janeiro. Além dos 8 anos de detenção, Fábio foi sentenciado a 15 anos de liberdade condicional.

Após o cumprimento da pena, Coutinho terá que se registrar como predador sexual. Uma audiência ainda será realizada para determinar em que nível de pedofilia ele será classificado.

Scarpino relatou que, em 6 de junho de 2018, Coutinho trabalhava como pintor numa residência em North Castle. No interior da casa, ele abusou sexualmente de uma menina de 5 anos de idade, que imediatamente disse aos pais o que havia acontecido. Os agentes do Departamento de Polícia de North Castle foram acionados e a denúncia investigada.

Através de exames de DNA da vítima e acusado, os investigadores confirmaram o relato da criança. Os detetives prenderam Coutinho em 21 de agosto de 2018.

. Outro caso:

Fábio Coutinho é mais um brasileiro nos EUA envolvido em casos de abuso sexual de menores de idade. Um dos mais recentes e notórios é o do YouTuber Danilo Portugal Ramscheid, de 30 anos, natural do Rio de Janeiro, em Massachusetts. Ele é acusado de ter feito sexo com uma adolescente de 17 anos sem o consentimento dela e filmar secretamente o ato. Devido ao fato de ele estar em situação migratória irregular nos EUA, as autoridades locais contataram os agentes do Departamento de Imigração (ICE).

Danilo tem milhares de seguidores no YouTube e postava nas redes sociais fotos e imagens indicando ostentação. Antes de ser preso, Ramscheid tinha presença ativa nas redes sociais, com vários vídeos postados sob o perfil “Dan Shelby” e “Danilo Malandragem USA”. Ele foi preso em 4 de fevereiro e enfrenta as seguintes acusações: Posar e exibir uma menor de idade em ato sexual, fotografar/filmar sem autorização uma pessoa nua e posse de pornografia infantil, detalhou o Chefe Peter McDonnell, do Departamento de Polícia de Winchester. No estado de Massachusetts, uma pessoa com 17 anos ainda é considerada menor de idade para consentir sexo.

Inicialmente, a Corte Distrital de Woburn (MA) determinou a fiança de Ramscheid em US$ 10 mil, a qual foi aumentada para US$ 1 milhão pela Corte Superior do Condado de Middlesex. Danilo teria que pagar 10% desse valor, ou seja, US$ 100 mil para ser liberado. Caso a fiança fosse paga, ele seria transferido para a custódia do ICE, explicou a defensora pública responsável pelo caso.

Depois de ser autuado, Danilo foi detido pelo ICE por estar em situação migratória irregular nos EUA. Após a conclusão do processo criminal, Ramscheid será deportado, adiantou o porta-voz do ICE.

Fonte: Brazilian Voice

Comentários Facebook