Trump ou Bolsonaro? Quem mais influencia na variação do dólar?

* INFORME PUBLICITÁRIO

A alta da moeda americana pode ser uma péssima notícia para os brasileiros que moram no Brasil, mas para quem vive e ganha dinheiro no exterior, as oscilações positivas do dólar trazem um cenário bastante promissor. Tanto é assim que em momentos de alta, também sobem consideravelmente as remessas de dinheiro enviadas para familiares no Brasil por expatriados (brasileiros que vivem no exterior).

Também pode ser um bom momento para investir no Brasil, já que o poder de compra aumenta consideravelmente com a alta da moeda americana.

No início de setembro, o dólar atingiu R$ 4,19 – a maior cotação deste ano. No cenário local, a reprovação do governo Jair Bolsonaro, as incertezas quanto às reformas propostas pelo presidente e as polêmicas sobre a Floresta Amazônica, que resultaram em atritos com o presidente da França Emmanuel Macron, influenciaram nessa alta.

O cenário acima exemplifica como assuntos relevantes na política interferem diretamente no valor do dólar. Isso pode ser observado nas altas que ocorrem em dias de deliberação no Congresso sobre temas importantes, como recentemente a reforma da previdência, ou de grande repercussão mundial, como as queimadas na Amazônia.

Oportunidade para investir no Brasil
Como um país emergente, a especulação financeira em volta da economia brasileira torna o país sensível às oscilações do mercado e a cada pequeno risco de crise faz com que a cotação do dólar aumente.

Por isso uma fala controversa de Bolsonaro tem o poder de elevar a cotação da moeda americana, embora outras causas como a questão da oferta e da demanda, déficit na balança comercial brasileira e alta dos juros nos Estados Unidos – já que muitos investidores tendem a tirar o dinheiro do Brasil para aplicar em um mercado mais estável – sejam fatores que influenciam diretamente na desvalorização do real.

O cenário hoje é bem diferente de 2008, quando a crise que se abateu nos Estados Unidos fez com que muitos brasileiros residentes nos Estados Unidos voltassem para o Brasil.

Agora, com a economia americana indo de vento em popa e o cenário pessimista na economia brasileira, os expatriados têm bons motivos para comemorar. Incluindo o dólar vendido a mais de R$ 4.

O post Trump ou Bolsonaro? Quem mais influencia na variação do dólar? apareceu primeiro em .

Fonte: Gazeta News

Comentários Facebook